Saudável é comer até o talo

Saudável é comer até o talo

Atualizado: Segunda-feira, 25 Janeiro de 2010 as 12

Você já parou para pensar na quantidade de alimentos que é desperdiçada durante o preparo daquela sopa de legumes ou de um assado? Sim, porque de acordo com nutricionistas, as cascas de batata ou as folhas da cenoura que vão automaticamente para o lixo também deveriam ir para a panela.

A natureza é realmente incrível. Até o que consideramos a sobra dos alimentos - ou seja, cascas, sementes, talos e algumas folhas - carrega uma quantidade importante de nutrientes que nosso corpo precisa. Em alguns casos, essas partes menosprezadas dos alimentos são até mais ricas em fibras e vitaminas do que aquilo que consideramos comestível. A dica, portanto, para o bem da nossa saúde - e do bolso também, claro - é tentar aproveitar 100% das frutas e verduras.

A nutróloga Tamara Mazaracki é enfática ao afirmar que só o fato de descascar qualquer alimento já faz com que ele perca boa parte da sua riqueza nutricional. Para quem ainda não se acostumou com a idéia de consumir as cascas de todos eles, a especialista sugere que, ao menos, se cozinhe os alimentos sem descascá-los. "Assim, a casca forma uma barreira durante o processo e evita que os nutrientes se dispersem na água fervente", explica.

Além disso, vale lembrar que ninguém aqui está recomendando que você engula a casca de uma banana, por exemplo, para ficar mais saudável. Algumas dessas sobras consideradas pouco apetitosas ao paladar podem ser cortadas e misturadas a preparos doces e salgados e até transformadas em farinha. E, para nossa surpresa, não prejudicam em nada o sabor da receita.

O programa Alimente-se Bem, do Sesi, trabalha com o aproveitamento integral dos alimentos desde 1999, ministrando cursos de 10 horas para quem tiver interesse em aprender a preparar pratos nutritivos sem desperdiçar comida. A nutricionista Larissa Martins Tanus, uma das participantes do projeto, comenta que muitas pessoas que fazem o curso chegam ali sem nunca terem sequer visto a folha da beterraba ou o talo da salsinha, por exemplo. "Ensinamos a comprar alimentos com talos e folhas e a aproveitar tudo", acrescenta.

Dicas práticas contra o desperdício

A nutricionista Nicole Cihlar Valente alerta que, para que o alimento possa ser integralmente aproveitado, é preciso primeiro checar a sua procedência. De preferência, os alimentos devem ser adquiridos em locais de grande circulação e que estejam preocupados com a higiene e manipulação dos itens expostos.

Em casa, o próximo passo é lavar muito bem as sobras que serão utilizadas nas receitas. As cascas, por exemplo, estão diretamente expostas a agrotóxicos e outros agentes nocivos. A dica é deixar os alimentos mergulhados durante 15 a 20 minutos em água filtrada com vinagre ou, melhor ainda, em solução à base de cloro, vendida em supermercados e farmácias.

A nutricionista Nicole ressalta que a maioria dos alimentos realmente pode ser aproveitada, mas ela não recomenda, por exemplo, o uso da casca de beterrada nas receitas. "Por ser muito porosa, essa casca acaba absorvendo muitas das impurezas que a terra contém", adverte. Mas e a casca da batata, que também é cultivada enterrada? "A batata é menos porosa e lavada uma série de vezes, de forma industrial", compara a especialista.

De modo geral, os nutricionistas indicam o consumo das folhas verde-escuras porque são importantes fontes de ferro, fibras, cálcio e magnésio. Na lista, estão as folhas de brócolis, couve-flor, beterraba e repolho - sim, todas aquelas que costumamos deixar de lado.

Serviços:

Tamara Mazaracki - nutróloga

[email protected]

Nicole Cihlar Valente - nutricionista

[email protected]

Larissa Martins Tanus - nutricionista

www.sesisp.org.br

(11) 3528-2000

veja também