Saúde espera aumentar cirurgias cardiovasculares em até 15%

Saúde espera aumentar cirurgias cardiovasculares em até 15%

Atualizado: Quarta-feira, 29 Setembro de 2010 as 4:51

Ministério vai valorizar profissionais e aumentar remuneração dos hospitais. Investimento para reestruturar área do SUS será de R$ 98,9 milhões.   O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (28), em Belo Horizonte (MG), um investimento de R$ 98,9 milhões no setor de cirurgias cardiovasculares. Os recursos serão destinados a melhorias desses atendimentos feitos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), por meio da valorização de aproximadamente mil cirurgiões de todo o país e melhora da remuneração repassada aos hospitais que realizam cirurgias pediátricas.

"Com esses investimentos, aumentaremos a remuneração dos cirurgiões cardíacos em casos como da realização de cirurgia de ponte de safena, cujos honorários passam dos atuais R$ 1.330 para R$ 3,8 mil. E também permitiremos aos hospitais qualificarem a oferta de seus serviços, especialmente em pediatria", destacou o secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Alberto Beltrame.

No total, serão reajustados os pagamentos de 105 procedimentos de alta complexidade em cirurgia cardiovascular, como cirurgias pediátricas, cirurgia da aorta e implantes de marcapasso. As mudanças começam a vigorar em novembro deste ano e o impacto estimado é de 227%.

Com a medida, o governo espera que a quantidade de cirurgias cardiovasculares na rede pública seja ampliada em até 15% em um ano. Os valores anunciados pelo Ministério da Saúde serão liberados às secretarias estaduais e municipais de saúde.

A previsão de investimentos do Ministério da Saúde no setor é de R$ 743,6 milhões em 2011. O valor gasto para a realização de procedimentos cardiovasculares na rede pública em 2009 foi de R$ 645,7 milhões.

veja também