Segunda chance para os obesos

Segunda chance para os obesos

Atualizado: Quinta-feira, 19 Junho de 2008 as 12

Nem sempre os obesos mórbidos que passam pelas cirurgias de redução de estômago deixam a doença apenas na memória. Em aproximadamente 10% dos casos, os pacientes submetidos ao procedimento voltam a ganhar peso. Para solucionar esse problema, no dia 24 de junho, no Hospital VITA Batel, em Curitiba (PR), será apresentado aos paranaenses o Stomaphyx.

O aparelho, que é novidade no Brasil, está sendo lançado pela empresa brasileira Orcimed. Segundo João Caetano Marchesini, cirurgião do aparelho digestivo do Hospital VITA Batel e coordenador do evento, o Stomaphyx não requer nenhum tipo de incisão e é utilizado por meio de uma endoscopia. O procedimento dura de 20 a 30 minutos e o paciente já pode retornar as suas atividades em um dia. "O instrumento costura o estômago dilatado, criando dobras na parede gástrica e reduzindo o volume. Esta diminuição da capacidade gástrica leva a uma menor ingestão alimentar e, conseqüentemente, à redução de peso", explica o cirurgião.

Dilatação do Estômago - As causas que levam a esse reganho de peso são motivos de inúmeros estudos. Um dos fatores seriam os distúrbios associados ao comportamento compulsivo em relação à alimentação. Outra causa seria a dilatação da costura feita entre o estômago e o intestino, permitindo a ingestão contínua e exagerada dos alimentos, geralmente hipercalóricos.

Quando o reganho de peso está em uma fase inicial, é comum o tratamento do transtorno compulsivo com acompanhamento psiquiátrico e medicamento específico para estagnar esse processo. "Porém, para aqueles que voltaram a adquirir muito peso, esses tratamentos não são suficientes. São nesses casos que o Stomaphyx poderá ser utilizado para garantir o resultado esperado pelos pacientes", orienta Marchesini.

Postado por: Claudia Moraes  

veja também