Segundo pesquisa, exercícios diários reduz o risco de pressão alta

Praticar exercícios físicos reduz em 50% o risco de pressão alta

Atualizado: Quinta-feira, 3 Outubro de 2013 as 2:52

Estudo conclui que, praticar 30 minutos de atividades diárias, ajuda a reduzir em 50% o risco de pressão alta e decorrentes problemas. Cerca de quatros horas semanais durante os intervalos do trabalho poderiam fazer uma grande diferença, diminuindo as chances de precisar tomar remédios pelo resto da vida. Foram necessários 13 estudos em um tempo de 45 anos. Foram analisados 136.846 participantes nos EUA, Europa e Ásia Ocidental, que tinham inicialmente uma pressão arterial saudável. Entre dois e 25 anos depois, cerca de 15.600 desenvolveram problemas.
 
exercícios físicos
Os que se exercitaram por mais de quatro horas semanais, tiveram 19% menos risco de desenvolvimento da doença do que aqueles que fizeram apenas uma hora semanal. A pressão alta é um fator de risco majoritário de doenças cardíacas, derrames e falhas nos rins. Na Inglaterra, cerca de 350 derrames ou ataques cardíacos poderiam ser prevenidos diariamente.
 
A pressão alta é decorrente de números que excedem os 140/90 milímetros de mercúrio (mmHg). O primeiro valor, a pressão sistólica, corresponde ao "pico", que ocorre a cada batida do coração. A condição geralmente não apresenta sintomas, por isso passa despercebida ou não tratada em muitas pessoas. Em países desenvolvidos, o risco de ter pressão arterial elevada é de 90% e seis milhões de britânicos usam drogas para controlá-la.
 
 
Com informações de: Daquiadali

veja também