Shakes para emagrecer apresentam desequilíbrio nutricional, indica análise

Shakes para emagrecer apresentam desequilíbrio nutricional, indica análise

Atualizado: Terça-feira, 2 Fevereiro de 2010 as 12

No title Ingerir shakes substitutos de refeição com frequência, consumidos por quem pretende emagrecer, pode não ser uma boa ideia se não houver acompanhamento adequado de um especialista, indica análise feita pela Proteste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor) e divulgada nesta segunda-feira (1º). De forma geral, a entidade identificou desequilíbrio nutricional ao testar a qualidade de cinco produtos do ramo - Bio Slim, Diet Shake, Diet Way, Herbalife e In Natura.

Segundo a Proteste, o emagrecimento rápido pela dieta com os shakes pode resultar em perda de músculos e de água, e não de gordura. As análises ainda apontaram que os produtos fornecem proteínas e carboidratos demais, mas gorduras de menos. O teor calórico dos shakes também é baixíssimo, o que os torna desaconselháveis para a saúde, diz a entidade.

A análise das bebidas revelou valor energético de 190 kcal para a Herbalife e 230 kcal para o Diet Shake, valores considerados baixos para a instituição. No teste, os shakes estavam misturados ao leite. Em nota, a Proteste explica que "para perder peso é preciso consumir menos calorias", mas o "corpo humano precisa de energia para se manter vivo". Consumir quantidades insuficientes de calorias pode resultar em malefício para a saúde e a dieta.

Já uma quantidade exagerada de proteínas pode acarretar problemas renais e hepáticos, além da perda de cálcio pelo organismo, diz a Proteste, afirmando que os shakes avaliados estão dentro dos limites legais da substância. A organização não concorda com as regras da legislação sobre o assunto, pois acha que a porção de proteína nos shakes não deveria ultrapassar os 10% a 15% de valor energético do produto - a análise indicou que as bebidas fornecem em média 32% de proteína.

A quantia de carboidratos ultrapassou os 50% a 60% do valor calórico total em três dos produtos avaliados (Bio Slim, Diet Shake e Diet Way), quando o ideal para uma dieta saudável, segundo a Proteste, deve ficar abaixo disso. A quantidade de gordura presente nos shakes é "insignificante" para a entidade. Além disso, a análise revelou que os produtos Diet Shake e Herbalife não têm data de fabricação, sendo que o segundo também não informa a validade após aberto.

A entidade também relatou que a quantidade de fibras nos shakes para substituir uma refeição deveria ser de dez gramas por porção. A análise mostrou que nenhum dos produtos "chega perto deste valor."

veja também