Sinusite, saiba como evitar

Sinusite, saiba como evitar

Atualizado: Quinta-feira, 6 Outubro de 2011 as 7:27

Muitas pessoas no mundo todo sofrem com a sinusite. Ela é uma doença silenciosa, que incomoda bastante, mas que é frequentemente confundida com outros problemas de saúde. Entretanto, se não for tratada adequadamente, pode ter sérias consequências para as regiões da face que ela atinge. Confira tudo que você precisa saber sobre a sinusite e mantenha esse mal longe da sua vida.

O que é a sinusite?

A sinusite é uma doença inflamatória que afeta as mucosas que se encontram nas cavidades ósseas ao redor do nariz, das maçãs do rosto e dos olhos. Quando estas mucosas estão inflamadas, elas aumentam seu tamanho e produzem mais secreção que o normal. Desta forma, a secreção não consegue ser eliminada pelo nariz e a região fica congestionada. Esse problema causa diversos incômodos na pessoa que sofre de sinusite, como a conhecida sensação de peso na face.

Causas

As causas da sinusite podem estar associadas aos seguintes fatores: infecção por vírus, bactéria ou fungo; alergias ou inalação de poluentes.

Quando um desses fatores atinge as cavidades, há uma proliferação de fungos e germes no local, o que aumenta a produção de secreção e obstrui sua passagem, fazendo com que ela fique acumulada nas cavidades. Alguns problemas de saúde podem, ainda, provocar ou desencadear uma crise de sinusite. Entre eles estão gripes, alergias, desvio de septo, diferença entre a pressão atmosférica e a pressão nas cavidades e, também, infecções virais.

Sintomas

Os sintomas da sinusite variam de acordo com o que desencadeou a crise, porém um sintoma é comum em todas elas: a sensação de que o rosto ou a cabeça está mais pesada que o normal. Alguns ainda podem sentir um odor e gosto ruim na boca proveniente da secreção acumulada nas cavidades.

Sinusite Infecciosa

Dores na região dos seios da face; Obstrução nasal; Secreção purulenta; Febre.

Sinusite Alérgica

Dor nos ossos da face; Febre; Coriza; Obstrução nasal; Crises de espirros.

Sinusite Traumática

A sinusite traumática é aquela causada pela forte pressão na cabeça em situações como mergulho em águas profundas, viagens de trem e avião e mudanças bruscas na pressão atmosférica.

Dor maxilar; Obstrução nasal.

Diagnóstico e Tratamento

O diagnóstico depende bastante da memória do paciente. É necessário analisar todo o histórico de sintomas que o paciente tem em conjunto com exames físicos e radiológicos da região afetada para que se possa confirmar a presença da sinusite.

O tratamento da sinusite é feito com remédios. Os medicamentos utilizados no tratamento desta doença são analgésicos, antibióticos para combater os germes presentes no local e medicamentos para melhorar a permeabilidade nasal. No entanto, em caso de infecção por fungos, é necessário tratar a sinusite com medicamentos antifúngicos.

Como prevenir a sinusite

Para prevenir o aparecimento da sinusite, é importante redobrar os cuidados para não adquirir as infecções virais, evitando os hábitos que podem permitir o compartilhamento de vírus de uma pessoa para a outra.

Além disso, é essencial fugir das alergias, tratar crises alérgicas e evitar sempre lugares com muita poeira, mofo e qualquer outro material que possa desencadear alergias. O cuidado deve ser ainda maior se você sofre de rinite. Quem tem desvio de septo deve procurar um especialista para fazer a cirurgia de correção, pois quem tem este problema está mais propenso a ter crises de sinusite.

Algumas regiões do Brasil sofrem mudanças climáticas muito bruscas entre as estações e até dentro do mesmo dia. Nesses casos é vital manter o cuidado com as vias respiratórias. Em dias muito secos, deve-se procurar manter a umidade dos locais onde você fica, por exemplo.

Você pode também ter alguns outros cuidados para evitar o agravamento das crises, como não utilizar ar-condicionado e fazer inalações para que a secreção seja diluída e eliminada.

Se os sintomas da sinusite persistirem por mais que 1 mês, você pode estar sofrendo de sinusite aguda e caso demore mais de 3 meses, sua sinusite pode ser classificada como sinusite crônica. Em ambos casos, é extremamente importante procurar um especialista para tratar o problema e evitar complicações maiores na região, como problemas de fala e respiração.

veja também