Sorriso em dia

Sorriso em dia

Atualizado: Sexta-feira, 2 Setembro de 2011 as 11:28

  Há quem diga que o sorriso é o cartão de visita de qualquer pessoa. E não é à toa. A boa aparência dos dentes está relacionada à saúde bucal. Por isso, é preciso ficar atento aos cuidados e tratamentos adequados. Acompanhe as dicas do especialista.

“Muitas pessoas não sabem, mas a falta de cuidado com a higiene bucal pode causar até infarto. A boca pode ser a porta de entrada para diversas doenças”, diz o cirurgião-dentista William Lucas Vidovichi, do IPOIN – Instituto de Pesquisa e Odontologia Integrada.

Doenças da boca

Afta:  a princípio, aparece como um pequeno machucado, de fundo esbranquiçado e vermelhidão nas bordas. As aftas tendem a desaparecer em 10 ou 14 dias. Qualquer lesão que não desapareça neste período deve ser avaliada por um especialista.

 

Bruxismo:  é o hábito que a pessoa tem de ranger os dentes. É um problema que geralmente acontece à noite, durante o sono. O bruxismo é motivado por várias situações, entre elas, a ansiedade e o stress, assolando principalmente as mulheres.

Cárie:  trata-se de uma doença transmissível e infecciosa. Consiste na deterioração do dente, influenciada pelo tipo de alimento consumido pelo indivíduo e a forma que é feita a sua higienização.

Gengivite:  consiste em uma infecção na gengiva causada pela placa bacteriana, uma película transparente que se aloja nos dentes e na gengiva. Não havendo a remoção da placa, através da escovação diária e uso do fio dental, são liberadas toxinas que irritam a mucosa da gengiva, causando a gengivite. 

 

Mau hálito:  pode ser conseqüência de problemas estomacais, ou, na maioria das vezes, da boca mesmo, com uma higienização defeituosa, cáries, periodontite não tratada, diminuição de saliva bucal, saburra lingual e o uso de cigarros e bebida alcoólica.

Tártaro:  é uma camada de bactérias que surge na superfície do dente, na forma de uma pequena pedra. Trata-se da “evolução” de uma placa bacteriana sem tratamento. Não havendo tratamento, o tártaro pode causar inflamação nos tecidos gengivais, ficando vulneráveis a gengivite e cáries.

Tratamentos

Canal:

 o tratamento de canal, que consiste na retirada da polpa do dente, encontrado na sua parte externa. Atualmente, o tratamento com laser, que vem ganhando cada vez mais espaço nos consultórios, causa menos incômodo e tem maior eficácia na cirurgia.

Clareamento Dental:  existem duas formas de clareamento dos dentes: o caseiro, feito com um gel colocado em uma moldeira, e a laser, feito em clínica, onde é colocada uma camada de gel clareador sobre os dentes e, em seguida, o gel é ativado através do laser.  

Prótese dentária:  quando há perda total dos dentes, a dentadura os substituem, de forma que pode ser retirada da boca sem o auxílio de um dentista. A prótese é colocada quando são extraídos todos os dentes do paciente e há a cicatrização plena

Pontes ou Coroas:  diferente das dentaduras, as pontes são próteses fixas cimentadas no dente, podendo ser removidas somente por um dentista. Ela serve efetivamente para consertar um dente danificado, seja uma parte ou o dente inteiro.

veja também