Substituir carne vermelha pode ajudar a evitar o diabetes

Substituir carne vermelha pode ajudar a evitar o diabetes

Atualizado: Quarta-feira, 24 Agosto de 2011 as 8:56

    Consumir carne vermelha e, em particular, alimentos industrializados como bacon e salsicha, aumenta os riscos de desenvolver o  diabetes tipo 2, de acordo com um novo estudo realizado por pesquisadores da Universidade Harvard (EUA).

No entanto, os pesquisadores descobriram que é possível reduzir esse risco substituindo apenas uma porção de carne vermelha por nozes ou um produto lácteo com baixo teor de gordura. As descobertas são resultado de uma ampla análise realizada com três grupos de homens e mulheres profissionais de saúde, totalizando aproximadamente 300 mil pessoas com idade entre 25 e 75 anos.

Os sujeitos responderam a perguntas detalhadas sobre suas dietas e histórico médico e forneceram informações atualizadas a cada dois anos.

Uma porção diária de carne vermelha não processada, mais ou menos do tamanho de um baralho de cartas, aumentou o risco de contrair diabetes tipo 2 em 19%, segundo cálculos dos pesquisadores. Eles descobriram que a ingestão de apenas 50 gramas ao dia de carne processada – um cachorro-quente ou salsicha, por exemplo – aumentava o risco em 51%.

Usando modelos matemáticos, os pesquisadores também calcularam os benefícios de substituir uma porção de carne por nozes, descobrindo que a redução do risco de contrair a doença podia chegar a 21%. A substituição por iogurte ou outro produto lácteo com baixo teor de gordura diminuía o risco em 17%.

Substituir a carne vermelha por carne de aves ou peixe também reduzia o risco de desenvolver o diabetes, avaliaram os pesquisadores.

O doutor Frank Hu, professor da Escola de Saúde Pública de Harvard e um dos autores do estudo, publicado em The American Journal of Clinical Nutrition, afirmou que os resultados devem enviar uma mensagem clara aos americanos sobre a necessidade de reduzir o consumo de carne vermelha.

veja também