Taxa de bebês que só tomam leite materno quase dobra em dez anos

Taxa de bebês que só tomam leite materno quase dobra em dez anos

Atualizado: Quinta-feira, 1 Dezembro de 2011 as 2:10

A OMS (Organização Mundial de Saúde) recomenda que, dos zero aos seis meses de idade, todas as crianças se alimentem exclusivamente através do leite materno. No Brasil, a taxa de crianças que se alimentam apenas com o leite da mãe durante seis meses quase dobrou nos úlltimos dez anos, de acordo com uma pesquisa feita na FSP (Faculdade de Saúde Pública) da USP (Universidade de São Paulo). 

A pesquisa analisou países da América Latina e Caribe durante as décadas de 1990 e 2000, descobrindo que neste intervalo houve uma mudança positiva na porcentagem do aleitamento materno exclusivo. O aleitamento materno exclusivo passou de 25,7% para 45% das crianças brasileiras.

Além do Brasil, o estudo englobou, Colômbia, Peru, Haiti e República Dominicana, e também foi feita segundo variáveis socioeconômicas e demográficas. As informações são da Agência USP.

Dos cinco países, apenas a República Dominicana apresentou uma diminuição na taxa de aleitamento materno (de 28,3% para 11,3%). No Peru, as taxas passaram de 53,7% para 65,8%. Mas, os aumentos mais significativos ficaram com Colômbia (de 19,7% para 57,8%) e Haiti (de 5,3% para 40%).

veja também