Tédio no trabalho pode ser depressão

Tédio no trabalho pode ser depressão

Atualizado: Segunda-feira, 15 Agosto de 2011 as 1:42

Tédio no trabalho é o principal motivo para faltas. 61% dos funcionários não aparecem para trabalhar devido ao tédio, segundo dados da empresa de consultoria PricewaterhouseCoopers.

O que é o tédio?

É a falta de estímulo, repetição sem graça, algo desinteressante, chato, desnecessário, falta do que fazer e de coisas interessantes. Sensação da percepção do tempo alterada. A vida parece acontecer lentamente e às vezes até de forma cansativa. Tédio também pode ser um sintoma de depressão .

O que é depressão?

É um transtorno que pode afetar qualquer pessoa em qualquer idade, com reações na mente e no corpo. É uma perturbação psíquica que é caracterizada pela   perda de prazer   nas atividades em geral,   falta de motivação   e de ânimo, tristeza persistente e a descrição é de apatia para as situações em geral da vida. Acontecem alterações cognitivas, como, por exemplo, diminuição da capacidade de raciocinar adequadamente, prejudicando a possibilidade de ter ideias para tomada de ação, problemas para se concentrar e tomar decisões, etc. Sintomas assim prejudicam e muito a qualidade de vida e o bem-estar da pessoa.

  Reações emocionais:

O tédio, assim como a depressão, pode levar pessoas a terem atitudes impulsivas e às vezes excessivas. Essas reações podem ser consideradas como inadequadas sob o ponto de vista alheio. Os fatos em si não causam respostas emocionais específicas e únicas. As respostas que damos para um sentimento são fruto de aprendizados e principalmente de repetição. Quanto mais vezes fazemos a mesma coisa, maior a chance disso ficar marcado dentro de nós, como se fizesse parte do nosso modo de ser. Portanto, sentir angústia, vazio e falta de interesse pode ser um padrão de resposta já adquirido ao longo dos anos, independente da situação momentânea.

Dentro da empresa:

Com esses sentimentos confusos e negativos, o desempenho das atividades profissionais fica limitado e, portanto, estar trabalhando não significa mais estar produzindo e que as atividades estejam rendendo suficientemente. A empresa e o profissional perdem com isso. Tanto no tédio quando na depressão o sentimento marcante é a falta de vontade de realizar atividades rotineiras, e muitas vezes o   trabalho   é composto de atividades desse tipo. Como nem sempre as pessoas sabem identificar essa sensação, elas se sentem frustradas e não conseguem às vezes entender que a problemática é interna, então, projetam na empresa, no trabalho, nas atividades, nos colegas de profissão e acabam por buscar do lado de fora o que está dentro. A resposta está dentro de cada um e não do lado de fora.

Metáfora:

Tem um personagem do Sufismo, chamado Nasrudin, e suas histórias são repletas de ensinamentos. Um dia Nasrudin perde uma chave e fica na porta da sua casa procurando por ela. Um amigo que caminhava naquela rua vê a cena, vai até o Nasrudin e pergunta se ele precisa de ajuda. Nasrudin, então, conta que perdeu a chave e o amigo começa a ajudar. Depois de alguns minutos de procura sem sucesso, o amigo pergunta se Nasrudin tinha certeza de que havia perdido a chave ali. Nasrudin responde categoricamente que não. Não havia perdido a chave ali. A chave foi perdida dentro da casa. O amigo, inconformado, pergunta ao Nasrudin por que ele estava procurando a chave num lugar que ele sabia que não estaria. Nasrudin não titubeia na resposta: “Porque aqui fora é mais fácil para procurar, tem mais claridade, a luz é mais forte”.

veja também