Temporão critica uso "irracional" do Tamiflu no tratamento de pessoas com sintomas gripe suína

Temporão critica uso "irracional" do Tamiflu no tratamento de pessoas com sintomas gripe suína

Atualizado: Quarta-feira, 5 Agosto de 2009 as 12

O uso sem a orientação médica do medicamento Tamiflu no tratamento de pessoas com sintomas da influenza A (H1N1) - gripe suína, foi criticada ontem, 4 de agosto, pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão. Segundo ele, não é todo mundo com sintomas de gripe que vai necessitar do remédio, que tem indicações específicas. "O médico responsável pelo paciente é o responsável pela interpretação para evitar o uso irracional", disse.

Para Temporão, a utilização do Tamiflu sem o acompanhamento médico poderá fazer com que o vírus ganhe resistência e prejudique a única arma atual de combate à doença. O ministro disse que, atendendo à comunidade médica, o ministério flexibilizou o uso do medicamento, porém destacou no protocolo que a prescrição fora do padrão estabelecido pode ser decidida em conjunto entre o médico e a autoridade sanitária.

O ministro da Saúde anunciou hoje, em Curitiba, a liberação de R$ 6 milhões nos próximos três meses para o combate à gripe suína no Paraná. Além disso também haverá um adicional de R$ 600 mil para a compra de materiais (equipamentos de proteção individual para os profissionais da área de saúde). Temporão também informou que a rede pública de saúde do Paraná ganhará um reforço de mais 30 unidades de pronto atendimento, que serão construídas com recursos de R$ 123 milhões.

O ministro José Gomes Temporão também participou, em Curitiba, da inauguração da Planta de Insumos para Diagnósticos em Saúde, a primeira unidade da Função Oswaldo Cruz na Região Sul. Foram investidos recursos da ordem de R$ 17 milhões. A unidade começa a produzir este ano insumos para o kit brasileiro de teste molecular para detecção dos vírus da aids e da hepatite C.

veja também