Termina hoje campanha de vacinação contra o sarampo

Termina hoje campanha de vacinação contra o sarampo

Atualizado: Sexta-feira, 30 Setembro de 2011 as 9:33

Crianças que têm entre um e seis anos de idade têm até esta sexta-feira (30) para participar da Campanha de Vacinação contra o Sarampo. Quem não tomou a vacina deve ir a um posto de saúde.

Segundo o Ministério da Saúde, a meta de vacinar 95% do público-alvo já foi atingida. Foram vacinadas no Brasil, até o momento, 16,5 milhões de crianças com entre um e sete anos, equivalente a 96,9% do total.

Em Pernambuco, Minas Gerais e São Paulo 100% das crianças foram vacinadas, de acordo com os dados do ministério. Na Região Norte, apenas o Estado de Tocantins superou a meta, e os Estados do Maranhão e Mato Grosso também registram coberturas inferiores a 95%. O Ministério da Saúde recomenda aos municípios que não atingiram a meta deem prosseguimento à vacinação.

O governo brasileiro aumentou o controle contra a doença, entre outros motivos, por causa do surto de casos registrados na Europa. Nos primeiros seis meses deste ano, foram registrados mais de 26 mil casos da doença, de acordo com o Centro Europeu para Prevenção e Controle de Doenças. O maior número de casos está na França, que responde por mais da metade dessas infecções (14 mil), incluindo seis mortes. Também é preocupante a situação em países como Itália, Espanha, Romênia e Alemanha.

A última grande campanha de vacinação contra o sarampo foi realizada em 2004, então o governo quer aumentar a cobertura vacinal entre as crianças que nasceram nesse período e podem não ter se imunizado contra a doença em vacinações de rotina.

O Brasil não registra casos de sarampo contraídos dentro do país desde 2000. Foram registradas infecções pela doença em 2010 e neste ano, mas todos os casos foram de pessoas que viajaram para o exterior.

Até julho de 2011, os Estados e os municípios notificaram a ocorrência de 18 casos de sarampo no Brasil, relacionados à importação do vírus de genótipo D-4, que circula na Europa.

Os casos foram nos Estados do Rio Grande do Sul (7), Rio de Janeiro (4), São Paulo (3), Bahia (1), Mato Grosso do Sul (1), Piauí (1) e no Distrito Federal (1).

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), o sarampo é a principal causa de morte de crianças no mundo, apesar da existência de uma vacina contra a doença – o Brasil realiza campanhas de vacinação contra esse problema há mais de 40 anos.

Pessoas de todas as idades podem ser infectadas, se não estiverem vacinadas.

O sarampo é altamente contagioso e pode ser transmitido de pessoa para pessoa, por meio de secreções expelidas pelo doente ao tossir, falar ou respirar. A doença pode causar febre, tosse, coriza, diarreia, exantema (manchas avermelhadas na pele) e conjuntivite. O vírus também pode causar pneumonia, levando o paciente à morte.

Devem evitar a dose as crianças que estejam imunodeprimidas (pacientes que estejam em tratamento contra o câncer ou a Aids, por exemplo, ou outras doenças que afetem o sistema de defesa do corpo contra infecções).

Os pequenos que estiverem com febre acima de 38ºC devem ser avaliados por um médico antes de tomar a dose.

veja também