Típico do inverno, pinhão e pipoca ajudam a saciar a fome.

Pinhão e pipoca fazem bem à saúde

Atualizado: Quinta-feira, 6 Junho de 2013 as 7:52

 

Temperaturas baixas combinam perfeitamente com guloseimas. O organismo gasta mais energia para se manter aquecido e por isso, a vontade de atacar comidinhas de inverno. É o caso da pipoca e pinhão, que são ótimas saudáveis e nutrientes para nosso corpo.
 
O pinhão é rico em amido, contém vitaminas do complexo B, vitamina C, cálcio, fósforo, fibras e proteínas. O consumo regular do alimento pode ajudar na prevenção de doenças cardíacas e no controle do diabetes e do colesterol. “O pinhão também é eficiente no combate à osteoporose e descalcificação dos ossos”, destaca a nutricionista do Hospital Nossa Senhora das Graças, Rosângela Teodorovics.
Gorduras mono e poli-insaturadas também estão presentes no pinhão. Estas gorduras do bem têm ação anti-inflamatória e protegem os neurônios, as artérias e o coração. Cada pinhão contém cerca de 20 calorias, por isso, a nutricionista recomenda que não sejam consumidos mais do que sete por dia.
 
 Pinhão e pipoca fazem bem à saúdePor sua vez, a pipoca reduz o risco de doenças crônicas, como diabetes e doenças cardiovasculares. Por conter altas doses de polifenóis, antioxidantes que protegem o organismo dos radicais livres, este cereal integral previne o envelhecimento precoce e as doenças degenerativas, como o câncer. “Ela também contém zeaxantina e luteína, substâncias que contribuem para a saúde dos olhos, prevenindo catarata e degeneração macular”, afirma a especialista.
 
Mas atenção: a pipoca de micro-ondas contém excesso de conservantes e sódio, além de ser mais calórica. Por isso, prefira a pipoca feita em casa e na panela.
 
O milho não perde a casca durante a industrialização e nela estão grande parte dos nutrientes e das fibras, que aumentam a sensação de saciedade e auxiliam o funcionamento intestinal. 
 
 
Com informações de: ITodas
 

veja também