Tonifique o corpo e relaxe a mente

Tonifique o corpo e relaxe a mente

Atualizado: Sexta-feira, 9 Maio de 2008 as 12

Não é à toa que o surfe é sinônimo de saúde. Sendo um dos esportes mais completos, praticá-lo exige apenas respeito à natureza e dedicação.

Segundo Luciano Sant'Ana, surfista, professor de Educação Física especializado em esportes com pranchas, não há idade mínima nem restrições mais sérias para a prática do esporte. "Qualquer pessoa pode praticá-lo desde que esteja com a sua saúde em dia, principalmente nas funções cardiorespiratórias, como qualquer outro exercício".

O ato de se equilibrar na prancha, remar com os braços, fazer movimentos para pegar a onda certa e ficar em pé nela, requer esforços de praticamente todos os músculos do corpo. Praticá-lo melhora a capacidade respiratória e fortalece a musculatura, principalmente dos braços e peito. Sant´Ana calcula que a capacidade aeróbica de uma hora de exercício, em média, represente 500 calorias. "É um esporte lúdico, as pessoas brincam dentro da água. E por ser completo, nessa brincadeira acabam trabalhando todos os músculos", explica.

Os benefícios ficam por conta do aumento da capacidade de força muscular e relaxamento. Os músculos tornam-se mais firmes com o passar do tempo e com isso adquirem mais velocidade. Logo, quem já possui um bom condicionamento físico, terá mais facilidade em aprender os movimentos.

Mas o sedentarismo também não é um impedimento. Se não há condições de incluir o surfe no dia-a-dia, ele pode ajudar muito como complemento nos finais de semana. Luciano, que também dá aulas de surfe em uma escola no litoral paulista, nos conta que hoje é comum a procura de empresários e executivos que praticam qualquer outro exercício regularmente e buscam no surfe uma maneira de se divertir e exercitar. "Todo esporte que tem contato com a natureza proporciona um relaxamento e, conseqüentemente, alivia o estresse".

Visite uma escola de surfe

Surfista há dezenove anos, Ricardo Rossi, professor de educação física, afirma que o corpo vai adquirindo o preparo físico ideal para o esporte. "O sobrepeso dificulta, mas não é um empecilho. Quando se começa a surfar vai desenvolvendo um preparo físico".

Devido ao bloqueio que cultivamos com relação ao mar no decorrer da vida, a aprendizagem é mais simples para crianças. Mas, existem hoje diversas escolas espalhadas pelo litoral brasileiro com profissionais dispostos a ensinar essa atividade física. Para quem nunca teve contato com o esporte, é importante procurar uma escola especializada. "Nas escolas há todo tipo de prancha e material necessário", afirma Ricardo.

A primeira aula deve ser teórica. O aluno tomará conhecimento dos equipamentos, como funciona a formação das ondas e qual a ideal, a importância do aquecimento e alongamento antes de entrar no mar. Ainda fará simulações na areia e saberá como ter segurança para si e aos demais banhistas que estarão na praia.

Além da prancha, há mais três itens indispensáveis antes de pegar onda: a parafina é passada na prancha para dar estabilidade aos pés do surfista; o leash, cordão da prancha que é preso junto ao calcanhar para não perdê-la no mar; e o neoprene, uma roupa de borracha apropriada para em águas frias ou no inverno.

Saiba como aproveitar a natureza e não ter problemas logo no início da aprendizagem:

Procure profissionais credenciados por instituições de credibilidade, como a International Surfing Association (ISA) ou a Confederação Brasileira de Surf (CBS) e profissionais em educação física; Oriente-se sobre a segurança oferecida nas aulas; Certifique-se sobre o material fornecido na escola; Caso queira adquirir sua própria prancha, veja junto à escola qual a ideal; Nunca inicie qualquer esporte sem avaliação médica, inclusive o surfe.   Postado por: Claudia Moraes

veja também