Três primeiros meses da gravidez são chave para risco de criança ter alergia

Três primeiros meses da gravidez são chave para risco de criança ter alergia

Atualizado: Quarta-feira, 20 Outubro de 2010 as 9:47

Um novo estudo, que será publicado nesta quarta-feira (20), reforçou as suspeitas de que o risco de uma criança desenvolver alergias está ligado aos primeiros três meses da gravidez.

Pesquisadores estudaram registros de saúde de 5.920 crianças nascidas entre 2001 e 2006 na província de Karelia do Sul, na Finlândia. 961 delas foram submetidas a exames de pele para detecção de alergias aos quatro anos de idade. Do total, 10% nasceram entre outubro e novembro e tiveram resultados positivos, o que correspondeu ao dobro daquelas nascidas em junho e julho.

A sensibilidade alérgica dos bebês nascidos em outubro e novembro foi especialmente forte para leite e ovos.

A razão possível, sugeriram os cientistas, é que os bebês nascidos em outubro e novembro foram expostos a altas concentrações de pólen de bétula e amieiro enquanto estavam em um estágio-chave de desenvolvimento fetal, na 11ª semana de gravidez.

A exposição a esses fatores em uma fase inicial e crucial da gravidez poderia afetar o desenvolvimento do sistema imunológico da criança. Os mecanismos que provocam isso ainda não estão claros.

O estudo foi chefiado por Kaisa Pyrhonen, do Instituto de Ciências da Saúde da Universidade de Oulu.

veja também