Um aparelho cardíaco portátil inteligente, desenvolvido por brasileiros, pode detectar problemas do coração e chegará ainda este ano no Bra

Monitor cardíaco portátil

Atualizado: Quarta-feira, 24 Abril de 2013 as 11:51

 

Cerca de 30% da população sofre com problemas cardíacos, o que resulta em mortes se não forem tratados no começo. A boa notícia é que, um gruo de especialista brasileiro desenvolveram o primeiro monitor cardíaco portátil inteligente do mundo, permitindo a detecção adiantada de problemas do coração.
 
O aparelho é uma forma de amenizar a preocupação permanete dos pacientes antes de se consultar com um médico. O psicólogo de 36 anos, Eric Nielsen, foi um dos colaboradores de teste do aparelho.
 
"Eu sei que ele está me vigiando, vê o que está acontecendo, e assim sei que meu coração está sendo observado", disse à Agência Efe Nielsen, destacando que o monitor detecta irregularidades sem sintomas que ele não poderia notar.
 
O aparelho chama-se Nextor e deve chegar ao país este ano. Ele vigia os problemas cardíacos à distância e em tempo real, através de eletrocardiogramas que envia a uma central de controle. Conta também com um comunicador, que permite ao paciente falar com um especialista de forma imediata se ao sentir-se mal.
 
"A diferença deste aparelho é que ele automaticamente detecta as alterações mais precoces das doenças cardíacas, não só (mede) a frequência, mas ele consegue buscar e fazer a avaliação do ritmo e das alterações", assinalou à Efe o cardiologista Eli Szwarc, um dos encarregados de testar o equipamento.
 
Monitor cardíaco portátilO monitor consta de uma unidade um pouco maior do que um telefone celular que o paciente leva na cintura e à qual vão conectados quatro eletrodos colocados em seu peito. Transmite as informações automaticamente através das redes de telefonia celular.
 
A criação é o resultado de um trabalho que durou cinco anos, entre pesquisas da Flextronics Instituto de Tecnologia (FIT), uma organização sem fins lucrativos, e a empresa Corcam, com participação do Hospital do Coração, de São Paulo, centro de referência cardiovascular do país.
 
Foram testadas mais de 160 pacientes do Hospital do Coração.
 
Antonio André, presidente da Corcam, disse à Efe que o monitor "pode identificar o infarto em fase inicial e síndromes raras de arritmia" através de um software que comunica esses dados, em tempo e localização real do paciente com a central, encarregada de passar a informação aos médicos.
 
Segundo os criadores, Estados Unidos e Europa receberão este semestre os primeiros modelos, que serão alugados aos pacientes com preços em torno dos R$ 600 reais, por semana.
 
"O objetivo do Nexcor é reduzir o grande número de mortes por infartos que não são percebidos nos primeiros instantes, por serem assintomáticos", explicou Antônio André.
Paulo Souza, coordenador do FIT, citou que os avisos do aparelho podem prevenir arritmias, isquemia e infartos do miocárdio, e avaliou funções do aparelho, como o detector de quedas do paciente e o botão de emergência.
 
 
Com informações de: UOL

veja também