Usado em plásticos, bisfenol-A altera comportamento de roedores

Usado em plásticos, bisfenol-A altera comportamento de roedores

Atualizado: Quarta-feira, 29 Junho de 2011 as 11:12

Há muitas propostas sobre o possível efeito do bisfenol-A sobre animais e humanos, mas poucas certezas, por enquanto.   Um dos grandes temores é ambiental: há estudos mostrando que a molécula pode atrapalhar a reprodução e o desenvolvimento de organismos aquáticos, como peixes e crustáceos.

Em tese, quedas populacionais bruscas desses bichos poderiam acabar ocorrendo.

Em humanos, a grande preocupação envolve bebês e crianças, já que bagunçar os hormônios sexuais impediria o desenvolvimento correto das características típicas de homens e mulheres, e mesmo a fertilidade.

Oficialmente, a maioria dos países, a exemplo do Brasil, afirma que já há um controle adequado dos níveis da substância para evitar esses riscos.

Contudo, países como o Canadá já baniram a fabricação e a venda de mamadeiras com bisfenol.    

veja também