Usar antibióticos na infância aumenta riscos de ter asma

Usar antibióticos na infância aumenta riscos de ter asma

Atualizado: Segunda-feira, 10 Janeiro de 2011 as 9:05

Bebês que tomam antibióticos nos seis primeiros meses de vida aumentam significativamente as chances de desenvolver asma e alergias por volta dos seis anos de idade. De acordo com um estudo divulgado nesta quinta-feira (6) pela Escola de Saúde Pública de Yale, nos EUA, os riscos aumentam mesmo que a criança não tenha predisposição genética.

Para fazer a descoberta, os pesquisadores acompanharam 1.400 gestantes, avaliando a mãe e o filho desde o nascimento até a criança completar seis anos. Eles notaram que os bebês que usaram antibióticos antes dos seis meses de nascimento tiveram 52% mais chances de sofrer com asma e alergia do que aquelas que não usaram o medicamento.

Estudos anteriores já tinham chegado a essa conclusão, mas tinham avaliado crianças que usaram antibióticos para tratar, dentre outras doenças, infecções respiratórias. Na nova pesquisa, os pesquisadores eliminaram esse viés e concluíram que o antibiótico aumenta o risco de asma mesmo em crianças que não sofreram infecções respiratórias nos primeiros meses de vida.

Além disso, os cientistas também consideraram a predisposição genética das crianças em desenvolver e notaram que, independente disso, os antibióticos continuam sendo um significativo fator de risco para a asma.

Segundo o autor do estudo, Michal Bracken, professor de epidemiologia da Escola de Saúde Pública de Yale, os antibióticos alteram a flora intestinal, provocando desequilíbrios no sistema imunológico e na resposta alérgica do organismo.

Bracken afirma ainda que a exposição a micróbios nos primeiros meses de vida, particularmente no trato intestinal, “parece ser necessária para amadurecer o sistema imunológico durante a infância”. Opinião compartilhada pela pediatra Kari Risnes, da Universidade de Ciência e Tecnologia de Norwegian.

- Essas descobertas devem encorajar os médicos a evitar o uso indevido de antibióticos.

veja também