Uso de antidepressivos na gravidez pode provocar defeito cardíaco no bebê

Uso de antidepressivos na gravidez pode provocar defeito cardíaco no bebê

Atualizado: Segunda-feira, 28 Setembro de 2009 as 12

Um estudo dinamarquês publicado nesta sexta-feira no periódico BMJ indica que mulheres que tomam antidepressivos como a fluoxetina (Prozac) no início da gestação têm duas vezes maior risco de ter um filho com defeito cardíaco. Porém os autores destacam que, apesar do maior risco, a grande maioria das crianças nascidas de mulheres que tomam esses inibidores selectivos da recaptação da serotonina não apresenta esses problemas.

Em estudo com quase meio milhão de crianças nascidas na Dinamarca no período entre 1996 e 2003, os pesquisadores observaram que o uso dos antidepressivos fluoxetina, sertralina e citalopram no início da gravidez - 28 dias antes e 112 após a concepção - estava associado a duas vezes maior risco de defeitos cardíacos no recém-nascido. E o uso de mais de um antidepressivo dessa classe aumentaria o risco em cinco vezes.

Os autores destacam, porém, que o número de crianças com a condição é pequeno - um em 250, de mães que não tomam essas drogas; dois em 250 para filhos daquelas que usam um dos antidepressivos; e quatro em 200, de mães que usam mais de um antidepressivo. Por isso, eles recomendam que médicos e pacientes “comparem os pequenos riscos associados aos inibidores selectivos da recaptação da serotonina com aqueles associados com o sub-tratamento ou a ausência de tratamento” nesse sentido.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também