Uso de bisfenol A pode ser vetado em outras embalagens

Uso de bisfenol A pode ser vetado em outras embalagens

Atualizado: Segunda-feira, 19 Setembro de 2011 as 2:06

A decisão da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) de proibir a venda e a fabricação de mamadeiras com bisfenol A no Brasil pode ser estendida para outras embalagens de plástico que contenham a substância. O composto é utilizado na fabricação de plásticos.

Estudos recentes mostram que a substância poderia provocar puberdade precoce e alterações no sistema reprodutivo, mas não há resultados conclusivos sobre o risco em seres humanos.

Segundo a assessoria de imprensa da Anvisa, o Mercosul está discutindo a proibição da venda e fabricação de outros utensílios que contenham bisfenol A e entrem em contato com alimentos, além das mamadeiras.

A decisão do grupo será tomada em novembro, ainda de acordo com a Anvisa.

Se os integrantes do Mercosul concordarem em proibir o comércio de outras embalagens com bisfenol A, cada país deverá fazer seu processo de regulamentação.

No Brasil, esse processo envolve consulta pública, mas, segundo a Anvisa, é possível que seja excluída a discussão sobre a proibição às mamadeiras com bisfenol A, já que esse assunto foi antecipado por precaução.

JUSTIÇA

Synésio Batista Costa, presidente da Abrapur (Associação Brasileira de Produtos Infantis), diz não ser contra a decisão da Anvisa, mas critica oprazo de três meses para vender todo o estoque.

Costa diz ter convocado uma assembleia com fabricantes de mamadeiras do país para a próxima semana.

Dependendo do que for decidido, poderá processar a Anvisa. "Se não tiver jeito, vamos ter de ir para a Justiça."

veja também