Uso de paracetamol dobra o risco de asma em adolescentes

Uso de paracetamol dobra o risco de asma em adolescentes

Atualizado: Quarta-feira, 18 Agosto de 2010 as 8:56

Um estudo do Instituto de Pesquisa Médica da Nova Zelândia afirma que adolescentes que tomam paracetamol (remédio indicado para alivio de febre e dor) pelo menos uma vez por mês tem o dobro de risco de desenvolver asma. Já os jovens que usam o analgésico pelo menos uma vez ao ano, o risco aumenta em 50% comparado com aqueles que não tomam, segundo o estudo.

O estudo complementa que há evidências que ligam o uso do analgésico e asma, após pesquisa com adultos e crianças que sugeriram que o uso aumentou o risco de desenvolver a doença crônica.

Os cientistas acreditam que o medicamento pode causar mudanças no corpo que deixam crianças mais vulneráveis às inflamações e alergias.

A pesquisa liderada pelo médico Richard Beasley, do Instituto de Pesquisa Médica da Nova Zelândia, entrevistou 300 mil adolescentes, com idades entre 13 e 14 anos, em 50 países. Pela análise, foi descoberto que a maioria dos jovens já tinha tomado o remédio pelo menos uma vez ao mês, seguido de jovens que tomavam ao menos uma vez ao ano, e, em menor número, alguns que nunca haviam tomado paracetamol.

Para os jovens que tomam uma vez ao ano, o risco de ter um eczema (irritação da pele) chegou a ser 43% maior do que entre aqueles que não usam a medicação. Já os jovens que tomam o remédio mensalmente apresentaram mais que o dobro de chance de sofrer de rash (manchas semelhantes à urticária) na pele.

veja também