USP desenvolve aparelho auditivo que custa metade do preço

USP desenvolve aparelho auditivo que custa metade do preço

Atualizado: Sexta-feira, 26 Fevereiro de 2010 as 12

O Departamento de Otorrinolaringologia da Universidade de São Paulo (USP) desenvolveu um aparelho auditivo 'genérico' que vai permitir atender um número maior de pacientes a custo 57% menor e com possibilidade de manutenção dos equipamentos. Batizado de Manaus, ele ainda está em testes, mas deve ser produzido em série a partir de 2011.

Por enquanto, apenas 11 pessoas usam o aparelho mas a expectativa dos pesquisadores é que dentro de um ano ele comece a ser produzido em série, chegue ao mercado e ajude a reduzir os gastos com saúde pública.

Atualmente, 70% dos aparelhos auditivos vendidos no Brasil são comprados pelo governo e distribuídos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) - uma despesa de R$ 146 milhões por ano.

A maioria dos aparelhos custa entre R$ 525 e R$ 700. O novo aparelho, desenvolvido pelos pesquisadores brasileiros, deve chegar ao mercado por cerca de R$ 300.

"Ele pode ser considerado um coringa porque atende as perdas leves até as perdas severas sempre com baixo consumo de energia elétrica", diz o engenheiro Sílvio Penteado.

veja também