Veja quais planos de saúde vão parar no seu Estado amanhã

Veja quais planos de saúde vão parar no seu Estado amanhã

Atualizado: Terça-feira, 20 Setembro de 2011 as 1:24

Médicos de praticamente todo o país vão suspender o atendimento a pacientes de planos de saúde nesta quarta-feira (21).

Esta é a segunda paralisação neste ano, e desta vez, serão afetados os usuários das operadoras que se recusaram a negociar o reajuste dos valores pagos aos médicos por procedimentos e consultas. Atendimentos de emergência serão mantidos.

A lista dos planos de saúde que terão o atendimento suspenso foi divulgada nesta terça-feira (20) por três entidades médicas nacionais: AMB (Associação Médica Brasileira), CFM (Conselho Federal de Medicina) e Fenam (Federação Nacional dos Médicos).

Os atendimentos serão suspensos por todas as operadoras em sete Estados (Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro) e nos outros 17 a suspensão afetará 23 planos (veja lista abaixo).

Em São Paulo, a paralisação ocorre em forma de rodízio de especialidades desde o dia 1º de setembro e segue até o dia 30 de setembro. Na Bahia, a paralisação terá a duração de sete dias a partir de amanhã.

O sistema de saúde suplementar tem hoje 46 milhões de usuários no país.

Reivindicações

A categoria reivindica que o valor médio da consulta passe para R$ 60. Pede ainda que seja incluído no contrato com as operadoras um índice de reajuste anual. Atualmente, o valor médio pago por consultas é de R$ 40, mas há planos de saúde que pagam de R$ 15 a R$ 20 por consulta médica. Apenas uma operadora paga R$ 80 por consulta médica.

Os parâmetros exigidos pelos médicos seguem a Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM) e vale também para procedimentos. Os médicos também cobram das operadoras o fim da interferência antiética das operadoras na autonomia do profissional. A reorganização da própria assistência suplementar está na pauta dos profissionais.

O primeiro boicote dos médicos aos planos de saúde aconteceu em 7 de abril deste ano. O objetivo era abrir um canal de negociação com os planos de saúde, que, de acordo com os médicos, se recusavam a rever os valores das consultas e dos procedimentos.

Veja lista de planos que vão aderir à paralisação desta quarta-feira

Acre: Unimed, Assefaz, Casf, Caixa Econômica, Cassi, Capesep, Correios, Eletronorte, Embrapa, Fassincra, Geap, Sesi/DR/AC, Plan -Assiste e Conab

Alagoas: Smile, Hapvida, Amil e Unimed

Amapá: SulAmérica, Amil e Grupo Unidas (Plan - Assiste, Geap, Fassincra, Eletronorte, Embrapa, Assefaz, Cassi, Capesaúde, Caixa Econômica, Correios, Embratel)

Bahia: Amil, Medial, Hapvida, Norclínicas/Intermédica, Life Empresarial, Geap, Cassi, Petrobras, Golden Cross e Promédica

Distrito Federal: Amil, Bradesco, Golden Cross e SulAmérica

Ceará: todas as operadoras

Espírito Santo: todas as operadoras

Goiás: Imas, Geap, Golden Cross, Itaú, Mediservice e SulAmérica

Maranhão: todas as operadoras

Mato Grosso: todas as operadoras

Mato Grosso do Sul: todas as operadoras.

Minas Gerais: todas as operadoras

Pará: Hapvida, Grupo Lider, Cassi (Unidas), Institutos (Ipamb, Iasep, Geap) e Hospitais Militares (Polícia Militar, Naval e Exército)

Paraíba: Geap, Amil, Smile, Hapvida e Norclínica

Paraná: todas as operadoras

Pernambuco: Viva, Ideal Saúde, Golden Cross, Real Saúde, América Saúde, Hapvida/Santa Clara e Samaritano

Rio de Janeiro: todas as operadoras

Rio Grande do Sul: Afivesc, Assefaz, Bacen, Bradesco, Cabergs, Caixa, Canoasprev/Fassem, Capesesp, Casembra, Casf, Cassi, Centro Clínico Gaúcho, Conab, Doctor Clin, ECT, Eletrosul/Elos, Embratel, Fassincra, Geap, Golden Cross , Infraero, IRB, Petrobras, Petrobras Distribuidora, Plan Assist, Proasa, Pró-Salute, Sameisa, Serpro, Sesef, SulAmérica ,Unafisco, Usiminas e Wal-Mart.

Rio Grande do Norte: não haverá paralisação

Rondônia: Unimed, Ameron, SulAmérica e Bradesco

Roraima: não haverá paralisação

São Paulo: Ameplan, Golden Cross, Green Line, Intermédica, Notre Dame, Prosaúde, Blue Life, Dix Amico, Medial, Geap e Volkswagen

Sergipe: operadoras que atuam no estado, exceto Assec/Cehop, Assefaz, Cagipe,Camed, Capesep, Casec, Casembrapa, Casse, Cassi, Cassind, ECT, Embratel, Fachesf, Fassincra, Pasa, Petrobras, Petrobras Distribuidora, Plan Assiste, Proasa, Saúde Caixa e Sesef

Santa Catarina: operadoras que atuam no estado, exceto Assefaz, Saúde Caixa, Capesesp, Cassi, Celos, Correios Saúde, Conab, Eletrosul, Embratel, Elos Saúde, Fassincra, Cooperativas Médicas e Funservir

Tocantins: todas as operadoras

veja também