Viciados que evitam situações de estresse têm mais recaídas

Viciados que evitam situações de estresse têm mais recaídas

Atualizado: Quinta-feira, 24 Junho de 2010 as 3:27

Viciados em recuperação que evitam lidar com estresse sucumbem facilmente à vontade de voltar a usar substâncias, tornando-se mais propensos às recaídas, segundo pesquisadores da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos.

Os pesquisadores descobriram que as situações estressantes são um fator importante para saber como os viciados vão reagir, ou seja, se irão confrontá-las ou querer "fugir" por meio das drogas. Essa é a tese do professor de desenvolvimento humano Harrington Cleveland, da mesma universidade.

- Quando confrontados com o estresse, os viciados que têm mais habilidades adaptativas parecem ter mais chances de se recuperar.

Os pesquisadores acompanharam 55 estudantes universitários que estiveram em recuperação pelo uso de álcool, cocaína e drogas sintéticas. Eles foram questionados sobre sua vontade diária de álcool e outras drogas e a intensidade de experiências ruins do dia a dia, ou seja, momentos de hostilidade, falta de sensibilidade de outras pessoas e situações de "ridículo", e como eles lidavam com isso.

- Nós percebemos que os dias em que os participantes sentiam mais fissura eram aqueles em que eles passavam por situações estressantes. Nós percebemos que os viciados que lidam com o estresse, evitando-o, tem duas vezes mais fissura em um dia estressante do que comparado as pessoas que usam estratégias para resolver os problemas e enfrentá-los.

Segundo Cleveland, a descoberta sugere que o impulso de evitar o estresse nunca vai ajudar os viciados em recuperação, porque as situações estressantes não podem ser evitadas.

- Se sua estratégica básica de vida é evitar o estresse, então seus problemas irão provavelmente se multiplicar e causar ainda mais problemas.

veja também