Você conhece a doença do sono?

Você conhece a doença do sono?

Atualizado: Quarta-feira, 18 Abril de 2012 as 8:45

O distúrbio da narcolepsia se caracteriza por causar excessos de sono ao longo do dia em momentos alternados mesmo que a pessoa tenha dormido muito bem à noite.

Ela pode, por exemplo, estar no supermercado, conversando com alguém, dentro do ônibus ou talvez dirigindo que a sonolência vem de maneira intensa.

O sono de uma pessoa que não possui o distúrbio passa primeiro por um estágio de ondas lentas e o desligamento do controle muscular do corpo, depois de meia hora alcança o chamado sono REM, no qual a atividade do cérebro é intensa e os olhos se movimentam. Uma pessoa com o distúrbio não passa pela primeira etapa, vai direto ao estágio do sono REM.

As causas apontadas à quem possui narcolepsia são genéticas, caracteriza-se por um distúrbio no sistema nervoso.

A doença não é fatal porém pode colocar a pessoa em muitas situações de risco, essas sim fatais. Como o sono REM pode surgir a qualquer momento em horas inesperadas a pessoa pode simplesmente dormir e cair, desmaiar, bater o carro etc...

A doença precisa ser controlada, não há cura porém há métodos que podem diminuir a quantidade de ataques e, assim, manter um controle maior sobre si mesmo.

O ideal é fazer alguns ajustes no estilo de vida, por exemplo manter rotinas, nada de trabalhar ou se alimentar em horários aleatórios, isso prejudica o controle da doença. Deve-se acompanhar também o lado emocional, tratar a doença também é importante para afastar o rótulo de preguiçoso e dorminhoco que tanto incomoda os portadores do distúrbio.

Não fazer refeições pesadas antes de atividades importantes, moderar o consumo de bebidas alcoólicas que induzem a sonolência e programar cochilos breves (entre 10 e 15 minutos) após as refeições são outras dicas interessantes. O tratamento de outros distúrbios do sono também pode melhorar os sintomas da doença.

Também são recomendados em alguns casos o uso de medicamentos estimulantes, que ajudam o paciente a ficar acordado. Algumas pessoas podem ter restrições para dirigir, mas isso varia de acordo com o estado de cada um e de uma avaliação do médico.

veja também