15 programas para celebrar os 15 anos de emancipação de Búzios

15 programas para celebrar os 15 anos de emancipação de Búzios

Atualizado: Segunda-feira, 6 Dezembro de 2010 as 1:01

Mês passado, Búzios debutou. A cidade completou 15 anos de emancipação de Cabo Frio no dia 12 passado. Não houve valsa, mas shows do Capital Inicial e de Elba Ramalho, entre outros. Nesta mesma sexta-feira nós chegávamos à cidade, não para assistir aos shows, mas para conferir as novidades, revisitar alguns clássicos, mergulhar, comer, beber, receber massagens... Enfim, fazer tudo aquilo que Búzios, o balneário mais famoso e internacional do Brasil, tem a oferecer aos turistas. E não é pouco, mesmo para quem só dispõe de um fim de semana, como dá para ver nos tópicos a seguir. Inspirados pela data, selecionamos 15 programas para se fazer durante uma escapada. Jantar no Satyricon e comer crepe no Chez Michou já eram clássicos buzianos em meados da década de 1980, e continuam programas imperdíveis, assim como novidades recém-saídas do forno, no caso, a churrasqueira a carvão, com os espetinhos que o chef Danio Braga criou para o Villa Rasa Marina. Outros bons restaurantes da cidade, como o Quadrucci e o Sawasdee, como sempre acontece às vésperas do verão, também estão com cardápios novinhos. E no nosso roteiro cabe ainda mergulho na Azeda, sessão de cinema, degustação de empanadas argentinas, brindes de champanhe na Praia Brava...

Qual é o seu programa favorito em Búzios?

1 - Pescados frescos para começar:

O melhor restaurante de Búzios abre às 18h. Não poderia haver horário mais adequado para se sentar ali no verão e ver o cair da tarde tendo como cenário os barquinhos balançando na Armação. Se quiser garantir um bom lugar no Satyricon, ligue reservando uma mesa na frente, de cara para o gol. No caso, o mar. Inaugurada em 1981, esta osteria del mare é um dos melhores lugares não de Búzios, mas do Brasil, para comer pescados frescos. Alguns são abatidos apenas na hora de serem servidos, como lagostas, cavaquinhas, vieiras, ostras e ouriços que habitam os aquários que enfeitam um canto do salão.

O percurso ideal começa com o gran piatto di mare, uma grande travessa cheia de gelo e coberta com vários pratinhos. Em cada um deles há uma iguaria marinha deliciosa preparada de maneira muito simples, para valorizar o frescor de cada ingrediente. Assim, temos camarões em molho suave de tomate, ostras cruas, anéis de lula em pimenta, ovas de peixe, atum em conserva no azeite, polvo cozido e outras delícias. A composição do prato muda regularmente, de acordo com os peixes mais frescos. Pode ganhar ouriço, tartar de atum, carpaccio de peixe e por aí vai. Outra boa pedida para começar os trabalhos seguindo essa mesma linha é o crudi di mare nostrum, uma seleção com pescados servidos crus, como tartar e carpaccio.

No verão, a casa recebe a visita de um sushiman que usa muito bem a matéria-prima nobre. Faz sucesso, no período, a lagosta servida viva, em forma de sashimi. Depois, como prato principal, peça pargo assado escondido numa grossa camada de sal grosso. Ou, ainda, algum peixe ou crustáceo na brasa. Se possível acompanhe a brincadeira com um bom champanhe. Assim, a viagem começa no melhor estilo.

Satyricon: Orla Bardot 500. Tel. (22) 2623-2691. www.satyricon.com.br

2 - Andar pela Orla Bardot e pela Rua das Pedras:

Ao sair do restaurante Satyricon, dobrando à esquerda, a caminhada à beira-mar pela Orla Bardot, emendando com a Rua das Pedras, é um passeio dos mais agradáveis. Muita gente, aliás, visita o balneário sem qualquer intenção de ir à praia. Sim, há os que querem apenas bater perna por ali, onde a noite de Búzios acontece.

Algumas lojas abrem somente no final da tarde e funcionam até o começo da madrugada e não faltam grifes mais conhecidas, como Osklen e Richards, entre outras, para quem quiser fazer umas comprinhas.

3 - Comer um crepe doce:

Não indicamos sobremesas no Satyricon propositalmente. Isso porque vamos deixar para comer um crepe doce no Chez Michou, outro emblema da gastronomia buziana, inaugurado em 1983 ali mesmo na Rua das Pedras, numa pequena portinha. O lugar, um agradável terraço, vive cheio de gente atrás não só da especialidade da casa, mas também de badalação. Nos fins de semana DJs pilotam a trilha sonora, que transita entre o rock e a música eletrônica. Nas TVs há sempre clipes musicais, shows ou imagens de surfe e outros esportes.

Ah, sim, e os crepes? Entre os doces são cerca de 20 sabores, servidos com bola de sorvete. Os melhores e mais pedidos são os de chocolate com morango (o com banana também faz bonito) e o de doce de leite. E, só para constar, entre os mais de 30 recheios salgados, o de frango com catupiry; o de queijo, presunto, tomate e orégano, e o Popeye, com espinafre, milho e molho branco, estão entre os clássicos da casa.

Chez Michou: Rua das Pedras 90. Tel. (22) 2623-2169. www.chezmichou.com.br

4 - Assistir a um filme no Gran Cine Bardot:

Não há no Brasil, quiçá no mundo, um cinema com nome tão charmoso quanto este: Gran Cine Bardot. O seu endereço também é uma graça: Travessa dos Pescadores 88. Só poderia ser em Búzios, claro. Inaugurado nos anos 1990, o cinema com 111 lugares nem é tão pequeno quanto a sua fachada modesta faz pensar. Na tela, filmes que às vezes não têm a cara do balneário, como "Tropa de elite 2", em cartaz essa semana.

Gran Cine Bardot: Travessa dos Pescadores 88. Tel. (22) 2623-1298. www.viladomar.com

5 - Empanada antes de dormir (ou cair na noite):

Pode-se dizer, com algum exagero, claro, que Búzios para quando jogam River Plate e Boca Juniors. E que houve luto de três dias com a morte de Néstor Kirchner. Isso porque Búzios é a mais argentina das cidades brasileiras. Mas não é exagero algum dizer que as empanadas são uma espécie de quitute tradicional. Vários lugares servem esse pastel de forno, clássico portenho. O endereço mais famoso para se deliciar com a iguaria é a Empanaderia Real, que começou numa portinha pequena e já duplicou seu espaço. Os donos servem mais de 20 recheios diferentes, entre eles o clássico de carne (que pode ser ou não picante), além de outras combinações que certamente não existem na Argentina, como carne-seca e camarão com catupiry. O lugar tem mesinhas espalhadas na calçada e pode-se dizer que é um point da noite de Búzios, uma ótima opção de lanche para depois do cinema e antes de dormir (ou seguir para a noitada animada).

Empanaderia Real: Rua Manoel Turíbio de Farias 100, Centro. Tel. (22) 2623-4608.

6 - Vá de aquatáxi para a Azeda:

Uma pequena faixa de areia que não pode ser alcançada de carro, só a pé, por uma pequena trilha, ou de barco. Por trás, a mata bem preservada protegida por uma Área de Proteção Ambiental (APA). Até uma casa antiga, com uma murada de pedra, contribui para a belezura do cenário. A Praia Azeda é a mais bela e gostosa entre as mais de 20 que Búzios nos reserva. Tão bonita e agradável, ou até mais, é a sua vizinha menor, a Azedinha, que está a poucos passos dela.

A dupla é a favorita dos que estão pelas cercanias da Orla Bardot, que podem ir até lá caminhando. O problema é que tantos encantos, combinados a uma pequena faixa de areia, fazem com que na alta temporada e nos fins de semana a praia fique insuportavelmente cheia. Mas, como se sabe, a vida noturna de Búzios é animada e o povo acorda tarde. Então, quem vai à Azeda/Azedinha pela manhã pega o melhor momento do recanto, quando ele ainda está vazio. É ótimo para ficar de molho na água. Quem leva snorkel pode mergulhar acompanhando a costa de pedra, onde vive uma imensa população de peixes.

Depois do meio-dia, já era: vão chegando os barcos que vendem bebidas, os cachorros, os jogadores de frescobol, a turma que gosta de jogar altinho e pronto... O paraíso rapidamente se transforma em inferno.

Uma opção gostosa para se chegar até lá, seja de manhã ou de tarde, é usar os aquatáxis, que fazem ponto nas praias da Armação e dos Ossos e cobram R$ 5 por pessoa para ir até a Azeda. Mesmo quem não estiver cansado nem com preguiça deve considerar usar o meio de transporte mais agradável de Búzios, porque o passeio por si só é uma delícia.

7 - Borbulhas na praia: tintim!:

Quando a Praia Azeda começar a encher é hora de recolher a canga e rumar para a Praia Brava. Desde o fim do ano passado a pousada Casas Brancas inaugurou ali o seu "beach lounge & restaurant". Coisa fina, onde as pessoas gastam a tarde deitadas em confortáveis espreguiçadeiras que mais parecem camas protegidas por guarda-sóis amarelos da Veuve Clicquot. Isso porque o lugar é também uma champanheria, e é alto o índice de clientes que pedem borbulhas para bebericar tarde adentro.

Um bom champanhe não só combina com Búzios como nenhuma outra bebida, mas também é a mais perfeita companhia para a cozinha leve e delicada do chef argentino Gustavo Rinkevich, que prepara pratos delicados, usando pescados muito frescos.

- O cara é um louco. Vai às 4h da manhã para Arraial do Cabo e visita os porões dos barcos pesqueiros para escolher os melhores peixes do dia. E tá vendo aquelas boias ali? - pergunta Santiago Bebiano, sócio do chef no restaurante - São criações de vieiras - diz.

La Rocka: Praia Brava. Tel. (22) 2623-6159. www.rockafish.com.br

8 - Brindar ao pôr do sol no bar:

O Quadrucci nasceu no Leblon e há cerca de dois anos abriu uma filial em Búzios, que logo virou um dos melhores restaurantes da cidade por duas razões: cozinha e ambiente. O restaurante está na melhor localização do Porto da Barra, polo gastronômico agradável em Manguinhos, com outros lugares bons para comer.

O chef Ronaldo Canha acaba de lançar novo menu para o restaurante, com destaque para os pastéis de camarão e a deliciosa salada de cuscuz com camarões defumados, maçã caramelizada e molho de manga. E a partir de dezembro tudo fica ainda melhor: na hora do pôr do sol todos ganham uma taça de espumante Cave Geisse.

Quadrucci: Centro Gastronômico Porto da Barra. Av. Bento Ribeiro Dantas s/n, Manguinhos. Tel. (22) 2623-6363. www.quadrucci.com.br

9 - Relaxar mente e corpo nos spas:

Eles são charmosos, ficam em encostas de Búzios com lindas vistas e possuem os dois melhores spas da cidade. A pousada Casas Brancas, no Morro do Humaitá, e o Insólito Boutique Hotel, ao lado da Praia da Ferradura, têm muito em comum. Que tal, antes de se dedicar a explorar a vida noturna buziana, cuidar da mente e do corpo?

No Casas Brancas Spa, por exemplo, há tratamentos como shiatsu, massagem sueca, drenagem linfática e aromaterapia. O último horário para marcar uma massagem, nos dois spas é 19h (os endereços e telefones dos hotéis estão na página 18).

10 - E a noite vai até de manhã:

Há quem goste de comparar Búzios a Ibiza por causa da noite animada. Exageros à parte, é fato que os notívagos encontram no balneário fluminense madrugadas longas, com gente disposta a se divertir até de manhã. Disputam o posto de lugar mais badalado da cidade as boates Pachá (aliás, filial do famoso club de Ibiza) e a Privilège. Ultimamente a filial da casa de shows Lapa 40 Graus também vem ganhando lugar nesta briga.

Pachá: Rua das Pedras 151. Tel. (22) 2633-0592. www.pachabuzios.com

Privilège: Orla Bardot 550. Tel. (22) 2620-8585. www.privilegenet.com.br

11 - Windsurfe, mergulho, voo livre...:

Búzios não chega a ser Jericoacoara, mas os fortes ventos criam ótimas condições para os esportes a vela (tanto que o velejador Bimba mantém uma escola de windsurfe em Manguinhos). Para o kite surfe os praticantes se concentram na Praia Rasa, onde funcionam algumas escolas. Que tal tirar a manhã de domingo para praticar algum esporte? Quem gosta de aventura e natureza tem várias possibilidades em Búzios: caminhadas na Serra das Emerências, voo livre em Tucuns, mergulho...

Bimba Wind Surf: Tel. (22) 8814-0976. www.bimbawind.com.br

12 - Voltar para provar a casquinha de marisco:

Até a década de 1990, Búzios tinha praias selvagens, com encostas totalmente preservadas e acesso por estradas de terra. Barracas de praia, quando havia, eram muito poucas. Para ter um pouquinho dessa Búzios que ficou para trás, basta ir até a Praia de José Gonçalves, uma das mais bonitas. E não é só a belezura do lugar que faz valer a pena o passeio. A comida servida no Nativo's compensa o esforço. O cardápio é esse aí da foto ao lado. Nós escolhemos o camarão ao alho e óleo (ou "ali oli", como escrito no menu).

- Tempero o camarão com alho, cebola e alfavaca e passo na chapa. Se você gostou, ia ficar louco com a casquinha de marisco - avisa o chef Ranieri Carlos de Almeida.

13 - Espetinhos e tapas para o verão:

Prometem fazer enorme sucesso no próximo verão os espetinhos servidos no Briza, o restaurante do Hotel Villa Rasa Marina, hoje sob a supervisão de Danio Braga, que acaba de lançar o novo menu com fortes inclinações para a cozinha italiana, mas com influências peruanas, espanholas e orientais. A seleção de spiedine (espetinhos em italiano) está bem interessante, com dez versões, como lula com laranja (delícia), mignon e cebola, queijo coalho e mel de engenho, lagosta, salmão marinado, atum.

Antes das entradas propriamente ditas o cardápio apresenta uma série de tapas quentes e frias, como tartare de atum no shoyu com wassabi e rolinho primavera de camarão com alho-poró. Há uma seção, como não poderia deixar de ser, dedicada a massas e risotos, com receitas como lasanha de batata, manjericão, queijo taleggio e azeitonas verdes, e risoto de lagosta com champanhe e morango. Por fim, peixes e carnes, com destaque para os camarões VG salteados com feijões brancos e bacon.

Briza: Hotel Villa Rasa Marina. Av. José Bento Ribeiro Dantas 299, Praia Rasa. Tel. (22) 2623-8345. www.villarasamarina.com.br

14 - Mergulho e badalação na Praia de Geribá:

Depois de curtir o menu do Danio Braga, a despedida de Búzios pode começar com um mergulho nas águas geladas da Praia de Geribá, a mais famosa e badalada de toda a Região dos Lagos. Ali funciona o Fishbone Café, um bar de praia que fica lotado de gente a partir do meio da tarde. A festa vai até de noite, e o povo dança de biquíni. Há sempre um DJ tocando, ou alguma banda se apresentando na casa que tem cinco ambientes onde cabem cerca de duas mil pessoas e, acredite, muitas vezes o lugar fica lotado. A festa de réveillon, por exemplo, feita em parceria com a boate Privilège, é uma das mais famosas e concorridas do balneário.

Fishbone Café: Av. Gravatás 1.196, Praia de Geribá. Tel. (22) 2623-7348. www.fishbonecafe.com.br

15 - Jantar de adeus no tailandês:

Para se despedir em grande estilo de Búzios, à altura do jantar da chegada no Satyricon, o Sawasdee parece perfeito. O tailandês, um dos primeiros endereços dessa culinária no Brasil, divide com o restaurante de frutos do mar a condição de melhor da cidade. O cardápio vai aos poucos deixando de ser inteiramente tailandês para abraçar outras etnias. Assim surgiram receitas bem sucedidas como o guacamole de papaya e camarões com chilli na endívia, salpicada de flocos de coco, e o ceviche de salmão ao capim limão em cestinha crocante.

Mas as especialidades originais, bem apimentadas, continuam brilhando no cardápio, como o ped makarm, suculento magret grelhado marinado em especiarias ao molho de tamarindo com cebolas crocantes e couve frita. O harumaki de banana em crosta de coco e amendoim ao caramelo de especiarias com sorvete de creme é fecho de ouro para esta escapada.

Sawasdee: Orla Bardot 422. Tel. (22) 2623-4644. www.sawasdee.com.br

veja também