48 horas em Cartagena das Índias

48 horas em Cartagena das Índias

Atualizado: Segunda-feira, 12 Dezembro de 2011 as 8:42

O muro de 11 quilômetros de extensão do século 16 que circunda o centro histórico de Cartagena, cidade do Caribe colombiano considerada Patrimônio Histórico da Humanidade pela Unesco, esconde passeios imperdíveis em suas estreitas ruas, hotéis concorridos e ótimos restaurantes.

Foto: Getty Images

Ao fazer seu roteiro de viagem, vale a pena reservar uma manhã inteira para percorrer as ruas e o comércio do velho centro histórico, ao passar pela Puerta Del Reloj (Torre do Relógio), principal entrada para a “ciudad amurallada” – como os colombianos se referem à cidade murada.

Depois de desvendar cada esquina, saia das fronteiras da muralha e faça uma visita ao Castillo de San Felipe de Barajas. Finalizado em 1657, é a maior construção militar espanhola erguida no Novo Mundo e proporciona uma visão estratégica de Cartagena. É possível passear por algumas das suas passagens subterrâneas que antes eram usadas para armazenar pólvora e armas. A Plaza das Armas conserva diversos canhões que o Castillo abrigava à época de sua construção.

Outro local bastante visitado é o Cerro La Popa. É lá no alto do morro de 150 metros que está o Convento de Nuestra Señora de la Candelaria. O convento possui um amplo pátio interno, um pequeno museu e uma capela aonde romeiros vão a fim de agradecer por graças alcançadas. A visita vale também pela linda vista panorâmica da cidade.

No fim da tarde, volte ao centro histórico para uma pausa para tomar cerveja e comer ceviche em um dos bares que margeiam a muralha. Outra opção é a agitada Plaza Santo Domingo, onde fica a Figura Reclinada 92, famosa escultura de Fernando Botero.

Foto: Getty Images Durante sua viagem, vale fazer uma visita ao Castillo San Felipe de Barajas

É lá também que o visitante encontra as famosas charretes, que oferecem um tour rápido pelas ruas do centro. O preço precisa ser negociado antes do passeio e o turista deve sempre pedir desconto. Saber o preço antecipadamente também é obrigatório ao fazer uso de táxis, já que eles não possuem taxímetros.

Além das charretes, é na cidade murada que se encontra ótimos restaurantes e o Café Del Mar, perfeito para acompanhar o pôr-do-sol na cidade. Chegue cedo, por volta das 17h, já que a disputa pelos melhores lugares é acirrada depois deste horário.

Mar do Caribe

Foto: Getty Images

Reserve o dia seguinte para aproveitar as várias ilhas colombianas no Mar do Caribe. Mas antes é preciso escolher o destino e negociar o tour com as agências de viagens. Quem quiser pode fazer o passeio comprando a passagem para as lanchas na Marina Muelle de los Pegasos. A saída, normalmente, é feita pela manh㠖 por volta das 8h30 - e o retorno no meio da tarde.

Uma das opções é Islas del Rosário. O turista vai encontrar águas cristalinas e muito sossego. Quem quiser pode fazer um tour de lancha pelas 27 ilhas que fazem parte do arquipélago. Atividades como snorkeling, mergulho e um passeio ao aquário da região onde tem show de golfinhos são oferecidas aos turistas assim que chegam. Na ilha do Rosário também é possível degustar fresquíssimos frutos do mar. Depois, ainda é oferecido um almoço com pratos típicos da Colômbia, como pescado – que normalmente é servida corvina -, arroz com leite de côco, caldo de peixe e salada.

Aproveite o resto da tarde para comprar lembranças de Cartagena nas Bóvedas, lojinhas típicas localizadas às margens da muralha. Ali o visitante poderá encontrar peças de artesanato e alguns bares. A variedade de produtos não impressiona, mas garimpando com cuidado é possível encontrar presentes originais a preços acessíveis. Assim como em vários outros locais da cidade, nas Bóvedas é possível ver e fotografar – a um preço camarada, claro – as tradicionais palenqueras, vendedoras de frutas que usam trajes coloridos e ganham a vida com a renda das frutas e das fotos.

À noite faço o imperdível passeio de Chiva, um dos mais animados de Cartagena. O Chiva é uma espécie de ônibus aberto que faz um tour noturno pela parte velha da cidade. No “ônibus” se ouve e canta música latina acompanhada por muita cuba libre. A viagem dura cerca de uma hora e meia e sempre termina em alguma casa noturna do centro velho.

Foto: Danielle Nordi Venda de artesanato na Islas del Rosário

Como Cartagena é uma cidade que valoriza muito sua gastronomia, é possível ver os ingredientes que marcam a comida local até mesmo nos petiscos das casas noturnas. Caso dos salgadinhos de banana servidos na boate Mr. Babilla. Frutas tropicais são vistas em quase todas as refeições. A banana, especialmente, é ingrediente sempre presente seja no prato principal ou na sobremesa.

O visitante que desejar ter uma experiência gastronômica completa pode ir ao restaurante El Santíssimo  e pedir o Plan Especial que dá direito a uma entrada, prato principal, sobremesa e duas horas de open bar. Se você for a Cartagena, não saia de lá sem provar a limonada de coco, os patacones – fatias de bananas amassadas e fritas – e o típico arroz com leite de coco.

veja também