A melhor visão de Nova York

A melhor visão de Nova York

Atualizado: Segunda-feira, 27 Julho de 2009 as 12

Desde o dia quatro de julho os turistas podem apreciar a vista de Nova York a partir da coroa da Estátua da Liberdade, cujo acesso estava fechado ao público desde os atentados de 11 de setembro, por motivos de segurança. O acesso à coroa será limitado a 10 pessoas por vez, guiado por um segurança do Serviço Nacional de Parques.

Salazar, que visitou a Estátua da Liberdade em seu terceiro dia de mandato, baseou sua decisão em uma análise de toda a estrutura do Serviço Nacional de Parques, finalizada mês passado. O trabalho inclui recomendações de experts no sentido de reduzir o risco para turistas.

Essa é justamente a função do Serviço Nacional de Parques, cuja responsabilidade é zelar pela segurança dos visitantes e promover uma evacuação eficiente em caso de emergência. A coroa foi mantida fechada desde os atentados de 11 de setembro devido à arquitetura estreita da escada de 168 degraus em forma de espiral, que dificultava procedimentos de evacuação e segurança. A redução do risco de situações emergenciais possibilitou a reabertura da coroa ao público.

"Não podemos eliminar todos os riscos envolvidos, mas estamos adotando diversas medidas preventivas para tornar a área mais segura", diz Salazar. Dentre as medidas está o aumento do corrimão e o posicionamento de guardas ao longo do percurso da estátua para alertar e orientar visitantes sobre a história e o valor simbólico do monumento.

A Estátua da Liberdade permanecerá aberta por mais dois anos, quando novamente será fechada para serviço de aperfeiçoamento de segurança a longo prazo. "Uma vez que os trabalhos estiverem acabados, a Estátua e os visitantes estarão ainda mais seguros", completa.

Enquanto isso, o Serviço Nacional de Parques gerou novos empregos e consequentemente estimulou a economia com o restauro do edifício Ellis Island, que simboliza as dificuldades que muitas pessoas enfrentaram quando chegaram ao país. Atualmente, 40% dos cidadãos norte-americanos conseguem encontrar a árvore genealógica da sua família visitando o Ellis. "Ao localizar seus ancestrais, os visitantes podem fazer uma peregrinação pelo Ellis Island, onde terão a oportunidade de ver, tocar e sentir o que os primeiros norte-americanos experimentaram", explica Salazar.

Os fundos para a restauração do edifício e da parede da orla de Ellis Island fazem parte de um orçamento de mais de 750 milhões de dólares provenientes do Plano de Reconstrução e que serão investidos nos Parques Nacionais de todo o país.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também