A Viagem dos Sonhos

A Viagem dos Sonhos

Atualizado: Sexta-feira, 23 Setembro de 2011 as 10:59

Sabe aquela viagem que você tanto sonha, mas nunca se realiza? Aquela viagem que todo final de ano você coloca entre as dez prioridades para o novo ano? Que tal começar planejar?

Quando pensamos em fazer a tão sonhada viagem, nunca sabemos por onde começar. Se primeiro traçamos um roteiro, pesquisamos os preços dos pacotes ou negociamos as férias na empresa.

Com a ajuda do professor de pós-graduação da Trevisan Escola de Negócios e da assessoria da TAM Viagens, listamos os dez passos que você deve tomar para que sua viagem se torne uma realidade.

Confira as dicas que vão ajudar a economizar no preço da viagem:

1 - Planeje a viagem com no mínimo três meses de antecedência.

2 - Os voos de terça, quarta e sábado oferecem tarifas mais baixas.

3 - Voe no meio do dia, busque vôos entre 10h e 16h.

4 - Voe na baixa temporada, voos fora do período de festas e férias são mais baratos.

Mas, antes mesmo de fechar o pacote, você precisa se preocupar com algo fundamental para sua viagem: o dinheiro. Sem ele, nada de voos. Para ajudar a planejar financeiramente sua viagem dos sonhos, Cintra passou algumas dicas que considera fundamental no planejamento de uma viagem.

Confira as dicas financeiras que ajudarão você a planejar sua viagem:

5 - Planejamento é tudo: O interessado deve esgotar as possibilidades de consultas prévias quanto às alternativas de restaurantes, meios de transporte, eventos de lazer etc. No que se refere aos preços, aceitação de cartões (e possibilidades de parcelamento sem juros), diferenciação de preços por horários e dias da semana.

6 - Orçamento: Quanto está disposto (ou pode) gastar? Qual a disponibilidade? É preciso extremo cuidado com uma combinação que pode gerar muitas dores de cabeça no retorno da viagem, principalmente com as compras feitas em cartões de crédito. O orçamento deve considerar que o cartão de crédito terá que ser pago “um dia”, mas muitos esquecem disso – é a chamada “compra por impulso” – e, quando chegam as faturas, a cabeça dói. É importante que haja um bom tempo entre início do planejamento e realização da viagem e melhor que esse tempo seja utilizado, também, para “gerar caixa”, isto é, para fazer uma provisão para os gastos futuros. Planejamento é tudo e orçamento faz parte dele.

7 - Seguro: Por falar em cartão de crédito... algumas administradoras oferecem seguros de baixo custo que podem ser bem interessantes, particularmente em roteiros internacionais. Proteja-se dos inconvenientes como extravio de bagagem (lembre-se de que “bagagem” não é composta apenas por malas, mas, também, por seus conteúdos! Exatamente por isso, não é aconselhável concentrar artigos de valor mais alto em uma das malas – acomode-os nas diversas malas julgando os valores envolvidos, de maneira a minimizar riscos. Especificamente para o caso de viagens ao exterior, preocupe-se com despesas hospitalares, também passíveis de cobertura por diversas seguradoras. Algumas horas de atendimento médico no exterior podem significar um impacto financeiro muito expressivo.

8 - Compromissos financeiros: Enquanto você viaja, a vida prossegue. Deixe agendados os pagamentos de suas contas vencíveis no período da viagem e não esqueça de deixar sua conta corrente devidamente provisionada de fundos para arcar com os débitos que virão. Viajar e ficar pagando contas pela internet é, para dizer o mínimo, falta de imaginação.

9 - Risco cambial: Considere, também, que compras realizadas no exterior com cartões de crédito, além de imposto sobre operações financeiras (IOF), expõem o comprador ao risco cambial, isto é, à possibilidade de a moeda nacional ser desvalorizada no período compreendido entre as citadas compras e o fechamento da fatura do cartão.

10 - Reserva: Jamais viaje somente com o chamado “dinheiro certo”. Pensar que imprevistos só vitimam “os outros” pode ser a causa de muito aborrecimento. Se você pensa que coisas ruins só podem ocorrer com outras pessoas, lembre-se de que, para esses outros, você é uma das “outras pessoas”, então...

veja também