Antiga prisão é memorial com bonecos de cera

Antiga prisão é memorial com bonecos de cera

Atualizado: Sexta-feira, 30 Setembro de 2011 as 10:26

Green Island ("Ilha Verde", em tradução), que fica além da costa leste da ilha principal de Taiwan --40 minutos de balsa--, costumavam ser uma versão da Sibéria, local aonde criminosos e prisioneiros políticos eram enviados.

Agora o local se tornou um destino turístico importante, atraindo visitantes não apenas por suas belas paisagens, como por seu passado sombrio, refletido em prisões onde milhares foram trancados e alguns morreram.

"Quando eu era uma menina, meu pai costumava me assustar dizendo que se eu não me comportasse, ele me mandaria para Green Island", disse Vicky Liu, 22, uma das visitantes à prisão que virou museu.

O complexo de prisões da ilha, que se estende entre rochas costeiras escuras e colinas verdes, foi lar de muitos dissidentes da época em que Taiwan era um Estado de partido único de direita.

Agora um museu e memorial, procura colecionar e mostrar artefatos do período entre 1951 e 1987, quando o objetivo da instalação era "reeducação", algumas vezes por métodos extremamente brutais.

Desenhos na parede feitos por ex-prisioneiros estão à mostra, mostrando-os sendo agredidos com bambus ou forçados a ajoelhar sobre cacos de vidro. Execuções também ocorriam, nos anos de 1950.

Foto: Peter Harmsen/France Presse 

Desenhos mostram prisioneiros agredidos e forçados a ajoelhar sobre cacos de vidro, em Green Island

Para ajudar a nova geração a entender essa história, o museu utiliza animações, panoramas e até mesmo figuras de cera representando prisioneiros em tamanho real.

Várias lojas na cidade de Jhongliao vendem suvenires inspirados na prisão, frequentemente mostrando prisioneiros em estilo cartum tentando escapar.

No entanto, apesar do crescimento do interesse em conhecer esse passado, cerca de 80% dos visitantes à ilha são jovens atraídos pela gastronomia e mergulhos na área.

veja também