Aparados da Serra: passeio pelas serras e por cânions do sul do país

Aparados da Serra: passeio pelas serras e por cânions do sul do país

Atualizado: Sexta-feira, 18 Setembro de 2009 as 12

No pé, o litoral; no topo, campos, matas de araucária e cachoeiras. Um horizonte sem fim cortado por mais de 30 cânions: o Aparados da Serra. O complexo de cânions, que integra as Serras Gaúcha e Catarinense, faz parte da segunda edição da Rede de Cooperação Técnica para a Roteirização do Turismo. O roteiro integrado foi apresentado a operadores de turismo de todo país nesta quinta-feira (17), em São Paulo (SP), durante o 32° Encontro Comercial Braztoa.

Passeio para todas as idades, o roteiro Aparados da Serra promete ao turista muita contemplação da natureza, passeios a cavalo, caminhadas por áreas remotas e banhos em cachoeiras que brotam do relevo acidentado.

Para alguns, isso soa a muita aventura e adrenalina, mas o coordenador-geral do Comitê Gestor do roteiro, Cláudio Clasen, garante que há pacotes idealizados para diferentes públicos, desde pessoas com mais idade e crianças até o “ecoturista fiel, o conhecido mochileiro”.

“Para o turista que não consegue caminhar por muito tempo, nós temos à disposição veículos tracionados que chegam a lugares mais remotos. Já para os mochileiros de plantão, nós realizamos a travessia com pernoites em barracas”, explica Clasen. A duração da caminhada para atravessar as serras gaúchas e catarinenses é de sete dias.

O coordenador ressalta que o roteiro já está sendo comercializado de forma integrada por operadores da região. “Os operados estão trabalhando bem integrados, os turistas podem comprar parte ou todo o roteiro. Nossa idéia é fixar a imagem do Aparados da Serra, o complexo de cânions, como um todo: Rio Grande do Sul e Santa Catarina sem fronteiras”.

O turista interessado em conhecer a natureza exuberante da região pode começar a rota tanto por Urubici (SC), onde estão o Morro da Igreja e o Campo dos Padres, onde se observa boa parte do litoral catarinense. Ou, então, começar a aventura pelas cidades gaúchas de São José dos Ausentes ou Cambará do Sul, palco dos famosos cânions do Itaimbezinho e Fortaleza.

Para a Copa de 2014, Clasen destaca a posição estratégica do roteiro que une grandes destinos turísticos da região sul. “Vamos nos estruturar e organizar para mostrar ao turista estrangeiro um atrativo com valores intrínsecos que não se encontra em nenhum outro lugar do mundo: relevo acidentado, cachoeiras, fauna e flora únicas”, conclui.

A Rede de Cooperação Técnica é um projeto do MTur em parceria com o Sebrae Nacional, que tem como gestor o Instituto Marca Brasil. A cada edição, são lançados cinco novos roteiros integrados, um por região brasileira. Durante o 32° Encontro Comercial Braztoa, foram apresentados, ainda, os roteiros integrados:

Rota 174

Sudeste

Travessia do Pantanal

Civilização do Açúcar

veja também