Arraial do Cabo: um paraíso ecológico

Arraial do Cabo: um paraíso ecológico

Atualizado: Quarta-feira, 23 Janeiro de 2008 as 12

Paraíso do Atlântico, como é chamada por seus habitantes, Arraial do Cabo reúne algumas das mais belas paisagens de litoral brasileiro: dunas, restingas, lagoas, praias e costões paradisíacos. Toda esta natureza, realçada pelo jeito simples de seu povo, sua arquitetura e ares de cidade do interior, fazem desta cidade um convite ao turista. Para os mergulhadores Arraial revela um tesouro: seu fundo do mar.

As praias de Arraial do Cabo são propícias ao banho de mar, à pesca e à prática de esportes náuticos. O clima é quente e úmido, com temperatura média de 25 graus no verão e entre 17 e 23 graus no inverno. Quem chega a Arraial do Cabo, mesmo que não mergulhe, já percebe que o mar é a principal atração turística do lugar.

Com 13 praias belíssimas, bares, restaurantes, hotéis e pousadas, Arraial do Cabo é uma boa opção para quem quer aproveitar as férias perto do que a natureza tem de melhor e longe da agitação dos points badalados do verão. Conheça os atrativos das praias de Arraial do Cabo e programe sua viagem!

Praia do Sudoeste: Ao seu redor, destacam-se as salinas e a lagoa de Araruama, além de inúmeras casuarinas gigantescas que se estendem por toda a sua orla. Lá encontra-se também água morna, quase quente, e bem salgada, fazendo com que o bronzeamento da pele aconteça rapidamente.

A praia fica deserta, por isso é bom ir em grupos e levar lanche ou, quem sabe, fazer um gostoso churrasco. Por se tratar de uma lagoa (anda-se muito água a dentro sem que haja profundidade), por isso é ideal para quem tem medo de mar e para crianças. Entretanto todo o cuido é pouco com o vento que leva bolas e pranchas para o centro do lago. A praia é boa para toda a família.

Praia de Massambaba: São duas praias distintas. Uma seguida da outra e ambas são continuação da Praia Grande. Ficam situadas no distrito de Monte Alto, dentro dos bairros batizados com os nomes de suas praias, há 15 minutos do centro da cidade. Seu acesso é pela estrada próximo à Polícia Rodoviária na entrada da cidade. A praia tem 25 km de extensão dentro do Município e é propícia à pesca e aos esportes náuticos, sendo fantástica para o surf. Vale também visitar os Lagos da Figueira e de Massambaba, em particular a Lagoa Azul. Todos pertencentes à Lagoa de Araruama que fica 60% de sua localização dentro de Arraial do Cabo.

Praia Grande: Ao final da estrada de entrada da cidade, após a Prainha, do lado direito, fica um dos acessos à Praia Grande, uma gigantesca enseada com 40 km de areia branquíssima e fina que forma dunas onde a brincadeira é deslizar. Para conhecer toda a praia, o ideal é usar um bugre, mas vale a pena percorrer toda a extensão até a divisa com Araruama, na Praia de Massambaba.

A Praia Grande é de águas transparentes e frias. A temperatura chega a 8 graus em determinada época do ano, devido ao fenômeno da ressurgência. O mar, em determinadas ocasiões, torna-se bem violento. Por isso, é ideal para a prática do surf, que é liberado apenas em dias de ressaca, na Semana Santa, Natal e Carnaval (fique atento às bandeiras de sinalização).

No canto esquerdo, além das brincadeiras de deslizar nas dunas, a diversão também é tomar banho na cachoeira de água salgada que vem de um duto de sucção do mar. Ali praticam-se a pesca artesanal de arrastão, pois é um dos melhores pontos pesqueiros da região, destaque para a pesca de lula. A Praia Grande também é berço dos destroços dos navios Imbetiba e D.Afonso, partes da história do município.

No verão é o "point"diurno mais famoso. Motivo pelo qual vários esportes são praticados, como: Frescoball, Vôlei de Praia, Beach Soccer, Futebol Americano, Futvoley etc. A praia ideal para jovens e grupos.

Praia Brava: Perigosa para banhos, é a preferida dos surfistas e pescadores. Fica localizada do lado de fora do Morro do Pontal do Atalaia, este acesso é o único. A Praia Brava, com 200 metros de extensão, só aparece na maré baixa, o visual, visto de cima do morro é assustador, pois a praia é completamente selvagem. Vale a pena tirar muitas fotos. A praia é boa para surfistas, apesar do perigo.

As Prainhas: São duas praias separadas por uma pedra que se tornam uma só enseada quando a maré está cheia. As Prainhas têm 300 metros de areias branquíssimas. O acesso é tão remoto que as gaivotas escolheram o local para descansar do vôo e pescar algum alimento, mas vale o esforço. Sua vista frontal é para a Ilha do Farol e sua água é tão transparente e cristalina que imagina-se em uma piscina. Há também duas opções para chegar à praia. A primeira é pelo morro do Pontal do Atalaia. Seu acesso é pela estrada que desce o morro do lado esquerdo. A estrada, em determinado ponto, é de terra, dificultando um pouco o acesso. Chegando-se lá, estaciona-se o carro e desce-se uma trilha ou uma grande escadaria até a praia (a descida e principalmente a subida é para quem tem bom fôlego e resistência física. 

A segunda opção é o aluguel de um barco ou traineira de passeio na Marina dos Pescadores no mesmo esquema da Praia do Forno (marcando hora para a voltar), só que o percurso do passeio é maior e lindíssimo. Já nas praias, não deixe de ver a Caverna do Amor, muito procurada por casais de namorados, pois diz a lenda que o casal que entrar lá para conhecê-la, sai apaixonado para sempre. A praia é boa para todas as idades.

Praia do Farol: Localizada na Ilha de Cabo Frio, é também conhecida como a Ilha do Farol. Para visitar a Ilha do Farol é necessária uma autorização do Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira e um barco alugado. Isso se deve à criação, em 1997, da Reserva Extrativista de Arraial do Cabo.

A Praia do Farol é paradisíaca e foi considerada "a praia mais perfeita do Brasil" pelo INPE. Também é Reserva da Iosfera - Unesco. Possui 1000 metros de extensão, grandes dunas e águas azuis, transparentes e frias. Do Morro do Pontal do Atalaia e das Prainhas tem-se uma linda visão desta praia indescritível. A praia é ideal para todas as idades.

Praia dos Anjos: A praia que um dia foi poluída, hoje tem águas claras e temperatura quente. Tem 1000 metros de extensão. Ela atrai a atenção pelo vai e vem dos navios do porto, traineiras e barcos de passeio. Esses últimos podem ser alugados para passeios, pescarias ou mergulhos subaquáticos. Totalmente urbanizada, tem espaço iluminado para a prática do beach-soccer. A Praia dos Anjos também é palco de diversos shows noturnos que agitam a cidade e também de vários artistas, pintores e desenhistas, pois sua paisagem clássica, com mar calmo e dezenas de barcos e pesqueiros de diversos tamanhos, tornam-se modelos ideais para produções artísticas. A praia é ideal para crianças e idosos.

Praia do Forno: De difícil acesso e com vegetação típica de restinga que se estende até junto à água, a Praia do Forno tem aproximadamente 500 metros de extensão e águas transparentes, mornas e esverdeadas. Protegida pelo Morro do Forno - com sua mata nativa preservada - a enseada é apropriada para o mergulho e pesca submarina.

Há duas opções para se chegar à praia. A primeira é pela trilha que parte do Porto do Forno e leva até o outro lado do morro, onde fica a praia (esta necessita de muita disposição, cuidado e vigor físico, mas a vista é deslumbrante). A segunda é alugar um barco ou traineira de passeio na Marina dos Pescadores (esta bem mais prática e segura). Pode-se marcar hora para o dono do barco voltar para o grupo. Já na praia, pode-se, admirar as belezas do local. Ao lado de corais e peixes ornamentais, há balsas para o cultivo de ostras originárias do Pacífico. Formações rochosas magníficas e as ruínas da antiga Fortaleza do Marisco (praticamente destruída) completam o belo visual da Praia do Forno.

Próximo à praia, junto ao morro, encontra-se o Bar Flutuante, onde pode-se saborear frutos do mar frescos. A praia é ideal para todas as idades.

Prainha: Logo na chegada da cidade do Arraial do Cabo, à esquerda, tem-se a primeira estonteante visão, a Prainha. Enseada de mar tranqüilo, raso e com uma cor que impressiona, vista de cima é um dos mais belos postais da cidade. Situada entre os morros do Mirante e do Forno, com 1.000 metros de extensão, tem águas cristalinas, geralmente mornas e tom de verde-claro. Apropriada para os mais diversos esportes aquáticos. Tem aconchegantes quiosques que oferecem bebidas e petiscos à base de pescado. Ao final da praia, à sua direita, através de trilha, alcança-se a Praia da Graçainha, com 15 metros de extensão, cuja faixa de areia só aparece na maré baixa.

A prática de pesca de vara costuma acontecer ali, nas noite de lua cheia. Nesta praia também acontece a pesca de arrastão, no canto ao lado direito, surpreendendo os turistas que tiram belas fotos do "lance" (termo usado quando os pescadores chegam c/ peixes). A praia ideal para família e idosos.

Praia do Pontal: Fica a 4 km do centro da cidade, entre a Praia do Foguete e o Morro do Mirante. O acesso para a praia se dá na entrada da cidade, logo após o Pórtico (Portal da Cidade), à esquerda. É o lugar perfeito para quem aprecia mais tranqüilidade e até privacidade, fora da temporada. É uma praia própria à pesca de arrastão, nela existem alguns barracões de pesca artesanal bem típicos da região e poucas canoas que ajudam a dar o clima de paraíso perdido. Com 700 metros de extensão, possui um mar normalmente pacífico, mas que, às vezes, "vira"e atrai os surfistas que melhor conhecem a região. Logo em frente, vê-se a Ilha do Pontal, que pode ser ponto de visitação para quem tiver um bom caiaque.

No final da praia, à direita, encontra-se uma ponta de terra avançando entre o morro e o mar que é muito utilizado pelos amantes da pesca de vara, para a prática da pescaria. Na extremidade oposta, vê-se, ao fundo, a cidade de Cabo Frio. Isso se deve ao fato de a outra extremidade da praia do Pontal ser a Praia do Forte. Por ser uma praia que é limitada por um morro, às vezes encontra-se muitas algas trazidas pela correnteza. A praia é ideal para família e quando o mar está agitado, para surfistas.

Praia do Foguete: Esta praia do liga Cabo Frio a Arraial (fica entre a Praia do Forte e a Praia do Pontal) e leva este nome porque no clube da Marinha existe uma caixa d'água decorada como um foguete. Vale a pena visitar a praia, ela é linda e muito brava, ideal para surfistas, mas é muito exótica e quase deserta fora de temporada. a praia é boa para adultos.

Passeios:

O turista pode escolher entre vários passeios preparados para ele. A pé, de carro, de bicicleta, de barco. Aluguel de barcos e caiaques, de equipamento para mergulho, de bicicletas. Opção por passeios livres, aou por passeios organizados. Veja algumas possibilidades:

Passeio de barco ? partindo da Marina dos Pescadores, na Praia dos Anjos. Praias desertas, ilhas com vegetação preservada, grutas, paradas para mergulho e pesca. Duração: 3 horas.

Caminhadas ecológicas ? inúmeras trilhas à disposição dos visitantes que queira se aventurar por lugares paradisíacos. Por exemplo, na Restinga de Massambaba, uma faixa de areia entre a lagoa e o mar, coberta por vegetação. Lá é possível encontrar raras orquídeas e bromélias, além de frutas silvestres e plantas medicinais.

Chegando à Enseada do Marmutá, subir trilha em mata atlântica fechada por 2 horas. A Ilha do Farol tem 5 km de extensão, com picos de até 390 metros de altitude. Veja, também, além do farol novo, as ruínas do farol velho (construído em 1833). A trilha é fechada, onde o sol é avistado em raras clareiras. No cume, encontram-se as ruínas da casa do faroleiro e o farol velho. Desse ponto, avista-se toda a Região dos Lagos. A densa neblina no local, que motivou a desativação do farol, gera uma atmosfera misteriosa.

Como chegar:

Situado a apenas 140 km do Rio de Janeiro, entre Búzios e Cabo Frio, de um lado, e Saquarema, Araruama e São Pedro da Aldeia, do outro, Arraial do Cabo está no centro de um importante cinturão turístico.

1ª opção:

a) Da Ponte Rio-Niterói, vá pela BR 101 até Rio Bonito.

Obs.: O asfalto foi recuperado, mas algumas pontes apresentam problemas de manutenção.

b) A estrada que liga Rio Bonito a São Pedro da Aldeia tem pedágio nos dois sentidos (é caro, mas vale à pena), é a RJ-124, conhecida como Via Lagos.

c) Chegando ao trevo de São Cristovão, siga pela RJ-140.

2ª opção:

Da Ponte Rio-Niterói, pegue a Rodovia Amaral Peixoto - RJ-106.

Obs.: O Trânsito é pesado nos trechos urbanos, com muitos radares e na serra, falta acostamento.

Distâncias Rodoviárias:

São Paulo - Arraial do Cabo - 560 km

Belo Horizonte - Arraial do Cabo - 550 km

Vitória - Arraial do Cabo - 400 km

Distrito Federal - Arraial do Cabo - 1250 km

veja também