Arte de Norte a Sul do País

Arte de Norte a Sul do País

Atualizado: Terça-feira, 16 Agosto de 2011 as 10:55

Brasil é um País de proporções continentais. Ao longo de seus 8.514.876 quilômetros quadrados de extensão, clima variado, lugares, fauna, flora, biomas, pessoas e culturas. Essa riqueza e diversidade fazem o Brasil despertar tanta curiosidade e admiração.

Outra característica forte do Brasil é seu artesanato – considerado um dos mais ricos do mundo e fonte de renda para muitas famílias. É impossível ir à Salvador   e não levar alguma lembrancinha do Pelourinho ou do Mercado Modelo - maior centro de artesanato da América Latina.

Os bordados e tapeçarias do Recife encantam todas as pessoas, assim como as cestas e esculturas de Natal . Os turistas fazem questão de ir ao Mercado Central ou dar uma passadinha na Feirinha da Avenida Beira Mar para levar essas lindas peças de recordação.

A região norte, tão farta em riquezas naturais, não pode faltar na coleção de artesanatos de um verdadeiro viajante. Brinquedos, bijuterias e artigos decorativos feitos de sementes, folhas e pedras encontradas na região, enchem os olhos de quem vê.

Potes, panelas e pratos de cerâmica são utensílios obrigatórios aos visitantes do centro-oeste. Artesãos de toda a região também produzem objetos e enfeites talhados em madeira, além de cestos de fibras de plantas do cerrado e pantanal.

Em São Paulo , os artesãos se reúnem na Praça Benedito Calixto ou na cidade de Embu das Artes para expor seus produtos. Enfeites, objetos de decoração e até móveis podem ser encontrados. Em BH, desde 1969, a Feira de Arte e Artesanato da Afonso Pena é o lugar pra quem procura acessórios, vestuário, cestaria, tapeçaria ou apenas um lugar legal pra comer. No Rio , a feirinha da Av. Atlântica, em Copacabana, reserva lindas surpresas pra quem não quer se esquecer da Cidade Maravilhosa.

Em Curitiba , é fácil encontrar produtos ao estilo europeu. Os ovos pintados à mão, de origem ucraniana, são o mais típico souvenir regional. Eles podem ser facilmente encontrados na Feira do Largo da Ordem, maior feira de artesanatos da cidade. No Rio Grande do Sul, os fios naturais dão origem a ponchos, mantas e xales. Além disso, o couro também é muito usado. Os produtos que estão em primeiro lugar na preferência popular são as tradicionais cuias e bombas para chimarrão, vendidos em todo o Estado, principalmente no Mercado Público e no Brique da Redenção.

De Norte a Sul, a arte feita pelo homem é parte do folclore e revela usos, costumes, tradições e características de cada região. E quem gosta de viajar tem algo além das fotos para recordar por onde passou.

veja também