Austrália, Japão e China são mais procurados para turismo na Ásia-Pacífico

Austrália, Japão e China são mais procurados para turismo na Ásia-Pacífico

Atualizado: Quarta-feira, 25 Agosto de 2010 as 3:10

Talvez por suas praias ou possivelmente pela comida, Austrália e Japão são os países mais procurados para turismo na região da Ásia-Pacífico. Em terceiro vem a China, que ocupou o lugar que antes pertencia a Hong Kong.

A pesquisa on-line, feita pelo grupo de pesquisa Nielsen, entrevistou 6.714 viajantes de 13 fontes que são referências no mercado de turismo voltado para a Ásia-Pacífico. Cerca de 40% responderam que considerariam ir à Austrália ou ao Japão nos próximos dois anos.

A Austrália foi citada por 17% dos entrevistados como o melhor lugar para passear, seguido do Japão, com 16%, e da China, com 9% --porcentagem obtida por Hong Kong em 2009.

"A sedução de visitar novos lugares, ver belos cenários naturais, ter acessibilidade e boa comida foram os fatores predominantes que motivaram as pessoas a escolher um destino. Os serviços oferecidos nesses locais os coloca no topo da lista de qualquer turista", diz Ross Jackson, chefe de negócios fronteiriços da Ásia-Pacífico Visa, uma das empresas que encomendou o levantamento.

Os neozeolandeses, com 59%, citaram mais a Austrália. Os ingleses, com 29%, também mencionaram o país, seguido do Japão com 17% --o país ficou em primeiro na escolha de sul-coreanos (38%), de taiwaneses (38%), de tailandeses (26%) e de chineses de Hong Kong (22%).

A pesquisa, que envolveu participantes da Índia, da China, da Malásia, da Cingapura e dos Estados Unidos, também indicou que quase a metade dos turistas (47%) organizou suas próprias viagens, fazendo reservas diretamente com hotéis e companhias aéreas.

Essa tendência é predominante entre os cidadãos dos Estados Unidos, do Reino Unido, da Austrália, da Nova Zelândia, de Cingapura e da Malásia, mas menor entre os chineses, que preferem pacotes para grupos.

Já os australianos são os que fazem viagens mais longas. Vinte e três por cento disseram que suas estadas duraram mais que 20 noites nos últimos anos.

Greg Duffell, presidente-executivo da Pata (Associação de Turismo para a Ásia-Pacífico), que também pediu a pesquisa, é importante que as empresas do setor de turismo conheçam as preferências dos viajantes.

"Dada a pressão que o setor sofre para melhorar o retorno de investimentos, ao mesmo tempo que as receitas estão sendo reduzidas, é vital que saiba onde os clientes querem ir", disse.

veja também