Auto-conhecimento como peça-chave para o planejamento em Turismo

Auto-conhecimento como peça-chave para o planejamento em Turismo

Atualizado: Segunda-feira, 19 Outubro de 2009 as 12

O ministro do Turismo, Luiz Barretto, e o Secretário Executivo do Ministério do Turismo (MTur), Mário Moysés, estiveram na Secretaria de Lazer, Esporte e Turismo do Estado de São Paulo, na manhã desta segunda-feira (19), para a assinatura do Acordo de Cooperação Técnica que incentivará o desenvolvimento do turismo em 16 municípios do estado. O MTur investirá R$ 480 mil para contratar a Fundação Getúlio Vargas, que levantará as principais necessidades e potencialidades de cada município em áreas como infraestrutura, serviços turísticos, acesso, atrativos e marketing.

As cidades receberão os pesquisadores da instituição para, à semelhança do que o MTur fez com os 65 destinos indutores de turismo nacionais, realizar o diagnóstico. ?A ação conjunta é uma prova de que são possíveis parcerias fortes entre o governo federal e os governos estaduais e municipais?, declarou Barretto. Segundo o professor Luiz Gustavo Medeiros Barbosa, da FGV, será possível chegar aos primeiros resultados em quatro meses.

O secretário de Lazer, Esporte e Turismo, Claury Santos Silva, disse que as cidades escolhidas para o levantamento da FGV representam diferentes segmentos. Cananéia, por exemplo, firma-se como um destino de praia e sol; Aparecida como referência de turismo religioso; Brotas como cidade de turismo de aventura; Campos de Jordão, turismo de montanha; Panorama como destino para turismo rural; São Bernardo para turismo cultural (cinema) e São Caetano como captadora de turistas de negócios.

Os outros municípios beneficiados pelo acordo são: Atibaia, Bananal, Santos, São Vicente, São Sebastião, Iporanga, Guarujá, Itu e Santo André.

O diretor de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turístico do MTur, Ricardo Moesch também assistiu à solenidade, que contou com a participação de prefeitos e secretários das cidades. Foi o secretário de São Sebastião Ernane Primazzi que representou os outros em discurso no qual tratou da importância de, ao final do estudo, ter o apoio do ministério e da secretaria para colocar em prática as ações propostas. ''Queremos que nossos destinos não sejam apenas nacionais, mas que apareçam com destaque em roteiros internacionais'', declarou.

''E em 2010 vamos dar concretude às ações necessárias para potencializar o turismo nos 16 municípios?, declarou o ministro. E continuou: ?Para planejar o futuro é necessário o auto-conhecimento. É o que a pesquisa permitirá''.

Paralelamente ao estudo da FGV, a secretaria deverá fazer o inventário da oferta turística nos dezesseis municípios,também apoiada pela assessoria técnica do ministério. Claury lembrou da importância da preparação de São Paulo ?que muito provavelmente sediará a abertura da Copa 2014? e que deve estar preparada para receber turistas em 2016, quando o Brasil sediará as Olimpíadas.

veja também