Bahamas: o paraíso dos mergulhadores

Bahamas: o paraíso dos mergulhadores

Atualizado: Terça-feira, 28 Abril de 2009 as 12

Localizada a nordeste do Caribe, as Bahamas foram descobertas por Cristóvão Colombo em 1492. A região ficou sob domínio inglês por 325 anos, conquistando sua independência apenas em 1973. Conta com uma população aproximada de 290.000 pessoas, sendo a maioria de origem africana, descendentes dos escravos trazidos daquele continente durtante a época da colonização. O clima é tropical, com temperatura média variando de 21-27 °C e ventos alíseos constantes. A região está na rota dos furacões, sendo entre junho e novembro a época de maior ocorrência destes fenômenos.

A capital, Nassau, em New Providence Island, possui cassinos, resorts, shopping e o centro do governo e comércio. Conta com uma agitada vida noturna e variedades de esportes aquáticos. Nos últimos anos, um considerável esforço vem sendo feito no sentido de incrementar ainda mais a infraestrutura de turismo na região, com a contrução de cassinos, aquários e parques.

A maioria das ilhas são desabitadas, existindo uma grande preocupação do governo e população local com a preservação ambiental. Iguanas pré-históricos, colonias de pássaros diversos, florestas tropicais e orquídeas raras e exóticas, fazem parte do tesouro natural das Bahamas. Existem à disposição dos turistas várias opções de escursões eco-turisticas por locais selvagens. Um dos maiores atrativos da região são os "Blue Holes", buracos naturais no fundo do oceano, com cerca de 30 a 60 metros de profundidade, sendo a superfície em torno do buraco coberta por recifes e cabeças de coral.

Andros é a maior das ilhas, sendo o paraíso dos praticantes de snorkelling e mergulhadores scuba. Bimini é frequentado pelas celebridades internacionais, sendo ideal para relaxar e aproveitar a tranquilidade do local. Para quem gosta de náutica, o lugar é Exumas, onde ocorrem anualmente várias regatas.

A infraestrutura de mergulho é completa, diversas operadoras fornecem cursos, equipamentos e excursões aos melhores points, inclusive mergulhos com tubarões e golfinhos. As Bahamas são conhecidas pelos "blue holes", piscinas naturais com cavernas e túneis oferecem uma visão fantásticas, explorações nestes locais devem ser feitas com cuidado por causa dos redemoinhos que se formam às vezes. A visibilidade média na região é de 35 metros, o tamanho dos corais e a vida marinha é significativamente mais abundante que nos outros locais no Caribe. Os divers tendem a mergulhar nas ilhas de fora, particularmente em Andros.

Mergulhos nas Bahamas

A barreira de corais de Andros é a terceira maior do mundo. O paredão começa entre 20 a 27 metros e cai abruptamente para 2000 metros de profundidade. Belas formações de cavernas são encontradas na borda do paredão, a profundidades de 25 a 30 metros, permitindo incursões por túneis fantásticos que levam a enormes salões submarinos. Mergulhos mais rasos podem ser feitos em The Aquarium (7 m) e Elkhorn Park(66 m), nestes locais a limpidez da água aliada ao colorido da vida marinha formam o ambiente ideal para tomada de fotos e imagens sub.Em Small Hope existem dois sítios de naufrágios, ambos entre 18 e 20 metros de profundidade, sendo um aeroplano que afundou a 27 anos e o The Marion, barcaça que foi a pique a 12 anos.

Bimini é outro point muito procurado, provendo uma variedade de tipos de mergulhos, como recifes, paredões e naufrágios. O diferencial do lugar é a variedade e quantidade de vida marinha. Os mergulhos em Bimini podem ser divididos em duas áreas: Bimini e Cat Cay. A primeira é rica em vida marinha e é onde se encontram a maioria dos naufrágios. Cat Cay é numa barreira de recifes, quase sempre com fortes correntes, mais procurada para mergulhos de penetração em túneis e cavernas.

A Grand Bahamas permite mergulhos de vários níveis nos recifes, onde podem ser avistados peixes tropicais coloridos de todos os tipos e tamanhos. Os mergulhos noturnos nos recifes mais rasos são quase que obrigatórios, os melhores point são Silver Reef, Sanctuary Reef, Treasure Reef e Fisch Farm. Para mergulhos a profundidade média (entre 12 e 15 metros), os melhores locais são Angel Campo, Castle Reef e Photo Fantasy, onde é possível observar as grandes cabeças de coral, habitadas por uma infinidade de peixes e animais marinhos. Para mergulhos profundos, entre túneis, canyons e cavernas procure Pygmy Caves, Tunnels e Lady of Lucaya.Em Grand Bahamas é comum o encontro com tubarões, que chegam bem perto do mergulhador, ficam rodeando e vão embora de repente, causando fortes emoções aos mergulhadores. Voce pode ainda visitar uma série de naufrágios e destroços na região.

No lado sul de Nassau está localizado o Clifton Wall, onde o paredão começa aos 10 metros, permitindo mergulhos bem tranquilos, ideal para iniciantes e tomada de imagens. Shark Wall, a 18 km ao sul da cidade de Nassau, é a terra dos tubarões e arraias. Os recifes a sudoeste de Nassau ficam a pouca profundidade (4 a 6 metros), proporcionando o encontro com variadas e coloridas formas de vida marinha. Aqui foi realizado o filme 20.000 Léguas Submarinas.

No lado norte, uma formação triangular de recifes, chamada de Barracuda Shoals, abriga uma grande variedade de garoupas, peixes-anjo e, é claro, barracudas. Trinity Caves é um grupo de cavernas rasas, habitadas por gigantescas lagostas. Deste lado da ilha existem alguns naufrágios muito bons, como o Bahama Mama, onde você vai mergulhar junto a dezenas de tubarões, o Will Laurie, navio postal com 35 metros de comprimento que se encontra a 16 metros de profundidade. Na região, em 1995, foi afundado propositalmente o navio Sea Viking, hoje um interessante sítio de naufrágio. As filmagens submarinas em barcos afundados de dois filmes da série James Bond (Thunderball e Never Say Never Again), foram feitas no local. Os barcos se encontram em bom estado, possibilitando um visual muito bonito.

Todo mergulhador já deve ter visto algum vídeo com mergulhadores em volta de um guia alimentando tubarões com pedaços de carne e sangue. Este é um dos grandes baratos nas Bahamas, normalmente não tem perigo nenhum neste tipo de turismo, mas mantenha suas mãos e pés e braços bem junto ao corpo para não ser confundido com comida por um animal mais afoito. Várias operadoras locais possuem este tipo de saída em seus pacotes turísticos.

A infinidade de points de mergulho nas Bahamas, torna praticamente impossível descrever todas as opções disponíveis. Maiores informações devem ser obtidas junto às operadoras e agências que fazem pacotes para estes locais.

veja também