Baixada Santista deve entrar na lista de Destinos Indutores

Baixada Santista deve entrar na lista de Destinos Indutores

Atualizado: Quarta-feira, 13 Maio de 2009 as 12

Em visita às cidades paulistas de Santos, São Vicente e Cubatão na segunda-feira, 11 de maio, o ministro do Turismo, Luiz Barretto, anunciou a inclusão da Baixada Santista na lista dos 65 Destinos Indutores. A revisão do estudo, que vem sendo realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) desde 2008, deve permitir a inclusão de outras regiões paulistas, como as de Brotas e Campos do Jordão.

O diagnóstico elaborado pela FGV serve de base para as ações por meio das quais o Ministério do Turismo pretende dotar os destinos indutores de padrão internacional de qualidade até a Copa de 2014. Ao entrar nesse rol, os municípios – a exemplo dos atuais 65 - passarão a ser avaliados anualmente para que se saiba se a infraestrutura e a qualidade dos serviços turísticos evoluiu ou não.  

''A Baixada Santista é uma importante porta de entrada do turismo paulista, onde o Ministério do Turismo investiu R$ 15 milhões nos últimos anos. É preciso avançar e permitir aos prefeitos da região medir o retorno dos investimentos'', disse o ministro. Além dos prefeitos João Paulo Papa, de Santos, e Márcia Rosa, de Cubatão, e do vice-prefeito Rogério Barreto, de São Vicente, o ministro Luiz Barretto reuniu-se com os prefeitas do Guarujá, Maria Antonieta de Brito, de Peruíbe, Milena Bargieri, e de Registro, Sandra Kennedy, durante um almoço, em Santos.

Para o ministro, as cidades da Baixada Santista devem se preparar para tirar o melhor proveito possível da Copa de 2014. Caso a cidade de São Paulo seja confirmada como sede, os municípios do entorno devem ter a capacidade de atrair os turistas no intervalo dos jogos. ''Santos pode pensar até em hospedar uma seleção. Que time não ia querer treinar no mesmo campo onde Pelé fez sua carreira?'', disse o ministro, referindo-se à Vila Belmiro, sede do Santos Futebol Clube.

Porto e parque ecológico

A agenda do ministro começou por Cubatão. A prefeita Marcia Rosa pediu apoio político ao projeto que tramita na Assembléia Legislativa de São Paulo para tornar o município – que já foi considerado um dos mais poluídos do mundo - estância turística. Em Santos, o prefeito Papa apresentou ao ministro o projeto de revitalização da zona portuária, situada no centro da cidade. A reunião ocorreu na antiga estação ferroviária Valongo. O prédio foi recuperado e vai abrigar um restaurante-escola. O ministério do Turismo contribuiu com R$ 1 milhão para as obras.

São Vicente foi o último município visitado. O ministro foi ao Horto, onde se comprometeu a liberar R$ 200 mil para as obras de readequação do local. O Horto será transformado no Parque Ecológico do Voturuá, que terá zoológico, um museu, um pavilhão de eventos e ganhará equipamentos para a prática de esportes de aventura, como trekking e rapel.

O ministro ainda visitou o Projeto Tripulantes do Futuro, que treina jovens para trabalhar em cruzeiros marítimos, e a Câmara Municipal de São Vicente, onde recebeu o título de Cidadão Vicentino. Luiz Barretto trabalhou na prefeitura do município entre 1993 e 1996.

veja também