Cerimônias em viagens dão lugar às grandes festas de casamento

Cerimônias em viagens dão lugar às grandes festas de casamento

Atualizado: Quarta-feira, 8 Junho de 2011 as 3:22

  O publicitário Bruno Montoro, 28 anos, não queria um casamento tradicional. Sonhava que o momento fosse na praia, com a energia da luz do dia e a possibilidade de dar atenção apropriada aos convidados. A noiva, Cadija Tissiani, 29 anos, tem família em Trancoso, na Bahia, e deu a ideia: por que não chamar todo mundo para comemorar com eles no povoado do sul baiano?  

Igreja de São João Batista oferece cenário romântico de casamento

"Pensei nas dificuldades, em como as pessoas teriam de se deslocar de Brasília (onde vive o casal) até lá. Mas depois, mantive o foco no aspecto positivo: os amigos de verdade não deixariam de ir por causa da distância", diz Bruno. A cerimônia foi em 5 de setembro de 2010 - todos emendaram o feriado da Independência e só voltaram na terça-feira. Os dois tiveram a ajudinha fundamental da mãe da noiva, Helaine Tissiani, dona do Hotel da Praça. Há três anos, ela organiza uma média de dez casamentos anuais na cidadezinha, com recepção em sua pousada de 12 quartos. "É uma região simples e chique", conta a empresária. "Os artistas locais fazem flores de papel para decorar a Igreja São João Batista e, nas festas, usamos a culinária típica. Todo mundo adora." A busca por viagens exclusivas no lugar de grandes festas de casamento tem ganhado cada vez mais adeptos. Nem é preciso bancar uma festança para várias pessoas. Eduardo Gaz, dono da agência Selections, especializada em viagens customizadas, conta que já levou noivos até a um templo budista no Butão. "Mais de 2 mil monges entoaram cânticos para o novo casal - e, para isso, cobraram apenas uma saca de arroz", lembra. "Hoje em dia, é possível se casar em qualquer lugar do mundo, basta estar disposto." Realmente, não faltam opções para quem, inspirado pelo Dia dos Namorados, quiser deixar o compromisso mais sério. Se, como Bruno e Cadija, você preferir trocar alianças com os pés na areia, será possível ir bem além de Trancoso.  

Realizar um casamento no Taiti é sonho de casais do mundo inteiro

Há anos o Taiti recebe casais - muitos deles, de celebridades - que preferem uma cerimônia íntima. E típica, com muito mais que os esperados colares de flores. A maior parte dos hotéis realizam casamentos, principalmente na aldeia Tiki Village. Os noivos são acolhidos com música e dança pelos nativos. A mulher recebe massagem com óleo monoi, enquanto o homem é tatuado. O casamento é traduzido por um intérprete. Depois, o casal parte em uma canoa, ao pôr do sol. A Kangaroo tem pacotes entre US$ 1.943 a US$ 3.155, a depender da duração da festa e de itens opcionais, como a noite de núpcias em uma cabana flutuante. Bali, na Indonésia, reserva experiência semelhante. Quase todos os resorts têm uma capela para a cerimônia. Não faltam rituais de preparação, música balinesa instrumental e brinde ao pôr do sol, após a celebração. Compre pacotes direto com os hotéis: no Conrad Bali Resorts, por exemplo, a festa sai a partir de US$ 3.500 para o casal. No Saint Regis Bali Resort, a tarifa fica a partir de US$ 3 mil. Prefere não ir tão longe? Há opções de sobra no Caribe. Basta escolher a ilha: Curaçau, Cancún, Ilhas Virgens, São Martinho, St. Barth, Jamaica... os resorts têm programas específicos, que incluem assessoria (ou cerimonial) e juiz de paz. Os preços começam em US$ 700 no Breezes de Curaçau. Na Jamaica, o pacote completo (com noite de núpcias) custa US$ 1.600 no Sandals, na Jamaica.   Para validar o casamento Casamento no exterior é válido no Brasil? Com exceção da França, que tem um acordo com o Brasil, é preciso seguir alguns passos para validar a certidão de casamento obtida no exterior. - Antes de voltar: Agende uma visita no consulado brasileiro do país onde foi feita a celebração. O cônsul precisa carimbar o documento. - Já no Brasil: Procure um profissional para fazer a tradução juramentada do documento e reconheça firma em cartório. Registre a certidão em qualquer cartório de Documentos e Títulos. Depois, leve-o ao 1.º Cartório de Registro Civil para fazer a transcrição - na lista de documentos exigidos estão certidão de nascimento e comprovante de residência. - Prazo: A validação pode ser pedida em até 180 dias após o retorno ao Brasil.  

veja também