Cidade em chamas: agora é a vez do Coliseu

Cidade em chamas: agora é a vez do Coliseu

Atualizado: Segunda-feira, 27 Setembro de 2010 as 9:04

A obra (nada criminosa) de labaredas virtuais - criadas pela argentino Pio Diaz e o dinamarquês Thyra Hiden - apela pelo fogo da preservação dos monumentos históricos.

O projeto "Cidade em chamas", desenvolvido pela dupla de artistas, já incendiou patrimôios arquitetônicos de Berlim, Frankfurt, Kiev, Aarhus e Copenhague. Desta vez, o lume consumirá os arcos preciosos do Coliseu romano.

Quem visitar a capital italiana nesse fim de semana, poderá ver com impressionante realismo, os jogos de luzes projetados sobre uma das "sete maravilhas do mundo moderno". O símbolo do Império Romano ficará tomado de chamas fictícias, com a admiração e o espanto de quem por lá passar. O trabalho, patrocinado pelo Ministério de Cultura da Itália, é constituído de recursos de multimídia que mostram a intensidade de calor e destruição das grandiosas construções.  

Aí entra o intuito dos artistas: a necessidade urgente e permanente de conservar a história contida na imensidão destas obras. Diaz e Hilden pretendem dialogar com o público sobre a transitoriedade dos patrimônios que carregam a história dos locais que os abrigam e dessa forma, quem sabe, reascender o cuidado humano com o seu passado.

veja também