Classes C e D já representam mercado de R$ 834 bilhões

Classes C e D já representam mercado de R$ 834 bilhões

Atualizado: Quarta-feira, 10 Novembro de 2010 as 1:44

A melhoria da renda do brasileiro aumentou o potencial de consumo das classes C e D, que já representam um mercado de R$ 834 bilhões, segundo levantamento feito pelo Instituto Data Popular. De acordo com a pesquisa da empresa de consultoria, só os jovens movimentam em torno de R$ 96 bilhões. E para cada R$ 100 em mercadorias vendidas no mercado varejista, R$ 41 se destinaram a produtos comprados por mulheres. Outro dado importante foi o crescimento dos negros no país e sua maior concentração acontece nas classes C e D. Só os negros movimentam R$ 546 bilhões por ano.

Segundo o sócio-diretor do Instituto, Renato Meirelles, a Classe C nao representa mais um nicho. "Isso é para classe A", afirma. De acordo com ele, esses consumidores emergentes já detém 69% dos cartões de crédito e consomem 76% de tudo o que é vendido nos supermercados. A maioria, 85%, prefere fazer compras no próprio bairro onde reside. Hoje das 5,5 milhões de crianças que estudam em escola privada, 3,7 milhões pertencem as classes C e D. São estas classes que vão mais aos eventos culturais gratuitos do que as classes A e B.

“Se o mundo corporativo quiser uma fatia desse mercado, é fundamental que exercite a humildade de se colocar no lugar do outro e entenda que o novo consumidor fala uma língua muito diferente da língua falada pela elite”, disse Meirelles.

veja também