Classificação de hospedagem por estrelas muda neste ano

Classificação de hospedagem por estrelas muda neste ano

Atualizado: Terça-feira, 24 Agosto de 2010 as 10:12

O Ministério do Turismo (MTur) inicia, a partir de outubro, o novo sistema de classificação por estrelas de hospedagens no Brasil. A primeira etapa é de esclarecimento dos estabelecimentos e de formação de auditores que vão participar do processo.

Os meios de hospedagem serão divididos em sete categorias - hotel, pousada, hotel-fazenda, hotel histórico, cama e café, flat e resort - e ganharão estrelas se preencherem os requerimentos obrigatórios e mais 30% dos adicionais propostos pelo MTur.

No caso dos resorts, por exemplo, a cama terá medidas específicas - os itens de qualificação, baseados em infraestrutura, serviço e sustentabilidade, serão divulgados no site do ministério em setembro.

Segundo o diretor do Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turístico do MTur, Ricardo Moesch, o Brasil tem em torno de 25 mil estabelecimentos que fornecem algum tipo de hospedagem.

Destes, 7.000 estão cadastrados no ministério, mas, oficialmente, somente oito hotéis possuem estrelas que foram obtidas ainda dentro das normas antigas que datam dos anos 90.

Um dos objetivos do novo sistema, diz Moesch, é classificar os hotéis de menor porte e os independentes que correspondem a 80% da rede hoteleira.

Estrelas

O estabelecimento que atender aos requisitos do MTur terá o direito de indicar aos hóspedes a sua quantidade de estrelas, atestando que o local passou pela vistoria.

A participação será voluntária, mas o registro no cadastro de prestadores de serviços turísticos do MTur (Cadastur) é obrigatório e um dos itens exigidos para se obter a classificação.

Depois de enviar dados do estabelecimento ao ministério, um auditor checará as instalações para enquadrá-la no número de estrelas.

Por: Cláudia Izumi

veja também