CNT valida Plano Nacional de Turismo 2011-2014

CNT valida Plano Nacional de Turismo 2011-2014

Atualizado: Terça-feira, 5 Julho de 2011 as 9:28

O Plano Nacional do Turismo 2011-2014 foi validado pelo CNT (Conselho Nacional de Turismo) em reunião na tarde desta quinta-feira, em Brasília. O documento que traça metas de crescimento para o setor nos próximos quatro anos poderá ser lançado oficialmente no Salão do Turismo, entre os dias 13 e 17 de julho, em São Paulo.

O PNT foi construído após amplo debate entre o Ministério do Turismo e o CNT e contou com a determinante participação do Grupo Gestor do CNT, formado por algumas das principais entidades de classe e que criou o Documento Referencial - Turismo no Brasil 2011-2014, que serviu como base para a elaboração do documento final. O documento está dividido em quatro partes com diagnostico, seis premissas, cinco objetivos principais e 37 iniciativas.

O ministro Pedro Novais afirmou que a política nacional do turismo é definida pela presidente Dilma Rousseff e está nas linhas gerais do Governo, mas que conta com os importantes subsídios do MTur e do CNT. “O PNT representa o pensamento do Governo e do setor sobre a atividade. Caberá a todos juntos desenvolverem ações para que metas sejam atingidas”, defende.   A secretaria nacional de políticas do turismo, Bel Mesquita destacou a importância do diálogo e participação dos conselheiros na construção desse importante instrumento estratégico para o turismo nacional.

“O PNT é Importante e foi construído de forma participativa e democrática. O grupo gestor foi mais que um parceiro. O desafio será transformar esse planejamento em ações e desatar alguns nós críticos que ainda temos no setor”, disse.

O presidente da CBCVB (Confederação Brasileira de Convention e Visitors Bureau), João Luiz Moreira destacou a união de esforços do CNT e, principalmente dos integrantes do grupo gestor para o resultado final. “Com o plano, o turismo poderá ter uma retomada fantástica. Quero registrar o apoio total e integral do CNT ao planejamento estratégico do setor”, disse.

Já o presidente da Abrarj (Associação Brasileira de Revistas e Jornais), Claudio Magnavita lembrou que a atuação do grupo gestor foi considera exemplar pelo Poder Público. “O grupo gestor trabalhou de forma voluntária, sem subsídios e mostrou a força da sociedade civil organizada, representada pelas entidades do setor. A apresentação e o conteúdo do plano são provas da competência e mobilização do setor de turismo“ completou.  

veja também