Como sobreviver a uma noite no aeroporto

Como sobreviver a uma noite no aeroporto

Atualizado: Sexta-feira, 9 Abril de 2010 as 12

Imagine a cena: você finalmente fez a viagem da sua vida. Tudo saiu conforme o esperado, mas na hora de voltar para casa um imprevisto faz com que você perca o voo. O próximo sai apenas no dia seguinte. E sua grana curta não dá para pagar uma noite confortável em um hotel.

A solução é dormir no aeroporto mesmo. Fique feliz: você não está sozinho. Todos os dias, no mundo inteiro, muitos turistas passam por isso, pelos mais diferentes motivos. Depois de várias experiências como essa, a canadense Donna McSherry resolveu contar suas histórias. Foi assim que nasceu o site Sleeping In Airports (do inglês, "Dormindo em Aeroportos").

O que começou como uma forma bem-humorada de dar dicas para quem ia passar longos períodos à espera de um voo virou um fórum completo, com recomendações e ideias de turistas de todos os cantos do mundo. Donna, que é agente de viagens, fez uma lista com os mandamentos para o viajante que vai passar a noite em um aeroporto.

Com o objetivo de prepará-lo para este eventual problema, o iG Turismo separou as melhores dicas:

1. Tenha sempre um plano B

A primeira regra para quem vai passar a noite no aeroporto é simples: "tenha sempre um plano B". Em alguns lugares, é terminantemente proibido dormir. Em outros, mesmo sem normas específicas, os seguranças normalmente não gostam de turistas esparramados pelo saguão. Se for pego por um deles, a dica de Donna é bem direta: "Não aja como profissional. Finja que não gostaria de estar ali e que não tem opção. Outra coisa: "descobri que chorar também ajuda".

2. Prepare um kit de sobrevivência

Para começar, providencie o básico: um travesseiro e um cobertor (se conseguir aqueles de avião, melhor ainda). Para garantir um conforto extra, arrume também um par de óculos de sol e uns tampões de ouvido - se preferir, use fones de ouvido grandes, que abafam bem o som externo.

Providencie uma garrafa d’água e algumas guloseimas para não passar fome, caso todos os restaurantes fechem na madrugada. Um rolo de papel higiênico pode te salvar em alguns aeroportos e alguns lenços umedecidos podem ser úteis para a higiene pessoal. Se você estiver carregando eletrônicos, leve também um benjamim para garantir um espaço extra na tomada e conseguir carregar seu aparelho.

3. Escolhendo o lugar

Se você já sabe que vai passar a noite no aeroporto, chegue cedo para garantir um bom lugar. Visite diferentes terminais, procure cantos mais calmos, fique atento à temperatura e ao barulho... Use sua criatividade e pense em lugares diferentes para se instalar. Dica do Sleeping In Airports: a área de desembarque é normalmente mais confortável que a de embarque.

4. Conforto é fundamental

Mesmo que você consiga uma cadeira para sentar, nada garante que ela será confortável. Por isso, leve consigo uma toalha, uma boia inflável ou algo do tipo para deixar o terreno um pouco melhor. Donna McSherry recomenda que se evite sacos de dormir: eles chamam muita atenção e podem te deixar na mira dos seguranças.

5. Use roupas apropriadas

Esqueça roupas complicadas, com muitos detalhes. Também não use nada muito quente ou leve demais. O segredo é se vestir "em camadas": sobrepor peças é o modo mais fácil para adaptar seu corpo à temperatura do aeroporto.

6. Cuide do que é seu

Você deve ter um cuidado extra com a bagagem durante sua jornada no aeroporto. Além de possíveis roubos, ficar com sua mala evita problemas com a equipe de segurança: qualquer bagagem deixada de lado pode ser encarada como possível ameaça terrorista, preocupação nos aeroportos das grandes cidades.

7. Hora de levantar

Mais importante que dormir é conseguir acordar. Por isso, um despertador portátil é essencial nessas horas. Para quem mesmo assim não estiver seguro, o site dá uma dica diferente, mas infalível: "escreva a hora que precisa ser acordado em alguns papéis e cole em você mesmo - as pessoas obedecem."

8. Quando dormir for impossível...

Se você não conseguir cochilar (seja porque não acha um canto calmo ou porque os seguranças teimam em acordá-lo), a solução é arrumar alguma coisa para fazer. Nessas horas, vale tudo: revistas, livros, baralho, tocadores de música, palavras-cruzadas e o que mais for preciso para diminuir o tédio da espera.

Se nada disso for suficiente, coloque a criatividade para funcionar. O Sleeping In Airports tem uma seção só com fotos tiradas por viajantes em momentos de tédio. Além disso, o Youtube tem vários vídeos no mesmo estilo, como o produzido pela americana Ashley Klinger durante uma nevasca em Pittsburgh. Inspire-se, mas tome cuidado para não quebrar nenhuma regra e arrumar encrenca com a equipe de segurança.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também