Conheça o Museu de Arte de Cleveland 40EUA41: da Grécia Antiga a Andy Warhol

Conheça o Museu de Arte de Cleveland 40EUA41: da Grécia Antiga a Andy Warhol

Atualizado: Quarta-feira, 3 Fevereiro de 2010 as 12

A proposta inicial era simples: construir um belo prédio, lotar com grandes obras de arte e abrir à visitação para todos, sem cobrar. O Cleveland Museum of Art conseguiu fazer isso com excelência: são mais de meio milhão de visitantes todo ano e as 42 mil obras o colocam entre os grandes museus do mundo.

Por isso, não é somente um orgulho para a comunidade, como também um importante atrativo para visitar a cidade. Admiradores do pintor francês autoexilado nas ilhas do Pacífico Paul Gauguin, por exemplo, poderão acompanhar a exposição que se inicia em 4 de outubro e acaba somente em 18 de janeiro: Paul Gauguin: Paris, 1889.

Entre as obras mais conhecidas do museu estão O Pensador, de Rodin, numa cópia produzida pelo próprio artista e que sofrera um atentado em 1970. Com efeito, uma bomba plantada pelo grupo radical de esquerda americano Weatherman o destruiu parcialmente. Os danos não foram reparados e o episódio faz parte hoje da história da peça.

Uma outra obra que agrega polêmica ao seu valor artístico é uma escultura adquirida em 2004, um bronze representando Apolo Sauroktonos, considerada um original de Praxiteles de Atenas. A autoria é controversa e ainda gera debates entre especialistas, e por isso uma equipe do museu trabalha com o propósito de dar uma resposta definitiva sobre o tema.

As coleções são divididas em 15 seções: Arte Chinesa, Arte Europeia Moderna, Arte Africana, Desenhos, Impressos, Pintura e Escultura Europeia, Têxteis e Arte Islâmica, Pintura e Escultura Americana, Arte Grega e Romana, Arte Contemporânea, Arte Medieval, Desenho Decorativo, Arte das Antigas Américas, Oceânia Fotografia e Arte Contemporânea.

Alguns dos artistas representados com obras significativas são Caravaggio, El Greco, Poussin, Rubens, Frans Hals, Goya, Turner, Dali, Matisse, Renoir, Gauguin, Monet, van Gogh e Picasso. Nos últimos anos foram incorporadas obras de grandes artistas do século XX, como Andy Warhol, Pollock e Christo, por citar apenas alguns. Destaque especial merecem a coleção de arte asiática, uma das maiores do mundo e a biblioteca Ingalls Ingalls, que com 413 mil volumes é uma das maiores bibliotecas de museu nos EUA.

As ampliações têm sido uma constante nos últimos 50 anos. Sem um planejamento adequado, o resultado da adição de salas de exposição, salas de aula, escritórios, depósitos e espaços de trabalho tinha resultado num caótico conjunto de prédios difíceis não só de se visitar, mas até de se compreender. Foi por isso que, em 2005, uma séria reforma foi encarada.

Até a data foram reunidos U$S 213 milhões, e as obras estão encaminhadas, com a missão de garantir acessibilidade para todos. O Cleveland Museum of Art fica no University Circle em&S232;11150 East Boulevard&S232;Cleveland, Ohio 44106-1797.

veja também