Conheça quatro hoteis isolados e bizarros

Conheça quatro hoteis isolados e bizarros

Atualizado: Sexta-feira, 12 Março de 2010 as 12

Poucos sonham em passar suas férias num quarto de hotel que funciona no alto de um guindaste portuário, ou dormir numa suíte que fica embaixo d'água. Mas saiba que hotéis assim funcionam, e fazem sucesso entre aqueles que realmente querem se isolar do mundo. Confira.

The House in the sea (A casa no mar), Cornwall, Inglaterra: uma ilha só para você

Este Bed and Breakfast (típica pousada com café da manhã incluso) fica em uma casa na cidade Cornwall, a 400 km de Londres, e está construída sobre sua própria ilha, ligada ao continente por uma passarela. O lugar foi por muitos anos o destino predileto de Sir Arthur Conan Doyle, criador do famoso detetive Sherlock Holmes.

A vista, sobre o mar, é de tirar o fôlego. A elegância, no melhor estilo inglês, garante quartos de ótima qualidade. Para garantir tranquilidade é melhor evitar o verão europeu, no qual a praia de Newquay, que pode ser vista desde a casa, se torna um dos pontos de predileção dos surfistas ingleses, com festas regadas a muito álcool e que duram a noite inteira.

No continente, diversas opções como praias, campos de golfe e restaurantes, incluindo um dos restaurantes do badaladíssimo chef Inglês Jamie Oliver.

Whitepod Resort, Valais, Suíça: neve, luxo e ecologia

Os Whitepods são confortáveis iglus modernos, construídos com material isolante a mais de 1,5 mil metros de altitude, nos Alpes Suíços. A vista panorâmica sobre a neve pura é incrível, e o silêncio é total.

O resort é cem por cento ecológico: tudo é reciclado e não há energia elétrica nos pods, apenas luz de velas e lareiras. São 15 pods de até 40 metros quadrados que podem receber de duas a oito pessoas, além de um chalé central com restaurante. Se a opção dos pods não for totalmente atraente, também existem opções de alojamento convencional, em cabanas.

Durante o dia, o resort oferece atividades para se curtir a neve: pistas exclusivas de esqui, excursões de raquete, além de um spa completo.

Utter Inn (Albergue da Lontra), Suécia: Tranquilidade embaixo d'agua

Se você não quiser ser incomodado, esta casinha flutuante, criação do artista sueco Mikael Gernberg, é uma excelente opção. Construída sobre uma plataforma de 25 metros quadrados sobre o lago sueco de Malaren, conta com uma cozinha ao nível do mar e um quarto submergido três metros embaixo d'agua, no qual você poderá observar a vida sub-aquática.

Após ser deixado na casa de bote, você conta com uma canoa para passear pelas redondezas. A cozinha é bem simples, e você pode optar por receber o jantar já pronto.

Guindaste de Harlingen, Holanda: tecnologia para solitários

Ficar alojado em um guindaste pode parecer uma má ideia. Mas este antigo guindaste do porto de Harlingen, na Holanda, que descarregava antigamente madeira dos barcos vindos da Europa do leste, é o sonho de qualquer amante de tecnologia.

A 17 metros de altura, a sala de máquinas foi transformada em suite high-tech com cama king-size e chuveiro futurista para dois. Tudo, desde as luzes até a temperatura do quarto, são comandadas por controle remoto. Quer mais? Se estiver cansado da vista da varanda frente ao mar, você pode comandar o guindaste, que gira 360 graus. Os elevadores para chegar até a suíte são minusculos. Claustrófobos, abstenham-se.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também