Conheça Serra Negra (SP)

Conheça Serra Negra (SP)

Atualizado: Terça-feira, 28 Abril de 2009 as 12

A categoria estância hidromineral não é mais a única onde Serra Negra se encaixa - é fato que uma visita ao Balneário Municipal para tomar uma ducha escocesa ou fazer massagens faz parte do roteiro, entretanto, os programas não se restringem às atividades de relaxamento. A aventura ganhou espaço na cidade, que hoje oferece passeios de jipe e ambientes para a prática de esportes como tirolesa, rapel, escalada, arvorismo...  

As compras, que sempre fizeram parte do turismo na região, vêm incentivando a passeios inusitados e que levam à zona rural - por lá, os visitantes adquirem queijos, cachaças e doces artesanais diretamente das mãos dos produtores, além de conhecer e participar da vida no campo. Já o comércio de artigos em couro e malha continua a mil, movimentando as dezenas de lojas espalhadas pelas avenidas do Centro.

Durante o inverno, Serra Negra exibe sua faceta mais glamourosa, com intensa programação cultural pelas praças e gente circulando dia e noite pelas ruas da cidade. Bares e casas noturnas capricham nas atrações musicais, enquanto os restaurantes apostam em pratos saborosos. No mês de julho, auge da temporada, é aconselhável reservar as hospedagens com antecedência.

Parque das Fontes

As três fontes de água mineral radioativa dividem a atenção dos visitantes juntamente com as trilhas para caminhada, mirante, lago e concha acústica.

Passeio de jipe

Os tours são feitos em jipes militares conversíveis. Há três roteiros, todos com cerca de duas horas de duração. O Alto da Serra leva ao ponto culminante da região, a 1.300 metros de altitude; o dos Queijos e Vinhos conduz a propriedades rurais onde são fabricadas diversas guloseimas; e o Racho Radical inclui atividades de aventura, como tirolesa, arvorismo e escalada. Na lua cheia há passeios noturnos.

Rancho Radical

O sítio é repleto de modalidades de aventura para criança e adultos, como circuito de arvorismo, tirolesa aérea e aquática, paredão de escalada e trilhas.

Teleférico & Cristo Redentor

O trajeto, feito em cadeirinhas, tem 1.400 metros de extensão e dura 15 minutos. O ponto final é o Pico do Fonseca, a mais de mil metros de altitude e que abriga a estátua do Cristo Redentor, de 18 metros de altura. Um mirante aos pés da imagem descortina vista panorâmica da região.

Turismo rural

Algumas propriedades nos arredores estão abertas à visitação, apresentando os processos de fabricação artesanal de queijos, vinhos e destilados, além do cultivo do café - plantio, colheita, torrefação e moagem.

Balneário Municipal

O complexo oferece atividades relaxantes, como banhos de imersão com sais e essências, saunas, piscina de contraste, duchas escocesas e massagens.

Passeio de trenzinho

O city tour passa por diversas praças da cidade, além dos parques Santo Agostinho e São Luiz, com fontes, grutas, lagos e cascatas.

Tempo e Quando ir a Serra NegraÁlbum de fotos

A melhor época para curtir Serra Negra é durante o inverno, quando a cidade fica bastante movimentada. Há diversos eventos culturais e as baixas temperaturas são perfeitas para um jantar caprichado e regado a bons vinhos. O mês de julho é o mais concorrido - convém fazer reservas de hospedagem com antecedência.

Como Chegar a Serra Negra

De avião

O aeroporto mais próximo é o de Campinas, a 91 quilômetros    

De carro

Vindo de São Paulo, acesso pelo sistema Anhangüera/Bandeirantes (até Jundiaí) e  Rodovia das Águas (SP-360), passando por Amparo Vindo do Rio de Janeiro, acesso pela Via Dutra (até Km 377) e rodovia D. Pedro I, passando por Atibaia e Itatiba

De ônibus

A empresa Rápido Serrano tem ônibus partindo de São Paulo (capital e interior) e a Bel-Tour, de Minas Gerais e Rio de Janeiro

veja também