Copa de 2014 permitirá cerca de R$ 500 milhões em investimentos no principal estádio de Manaus

Copa de 2014 permitirá cerca de R$ 500 milhões em investimentos no principal estádio de Manaus

Atualizado: Segunda-feira, 1 Junho de 2009 as 12

Com a confirmação de que Manaus será uma das 12 cidades a sediar os jogos da Copa de 2014 no Brasil, o maior estádio da cidade, o Vivaldo Lima - popularmente conhecido como Vivaldão – entrará em breve numa nova fase. Nesse domingo, 31 de maio, após o anúncio oficial, o governador do Amazonas, Eduardo Braga, informou que o processo de licitação para construção do novo estádio deve começar em 40 dias.

Ainda não há informações oficiais sobre o número de jogos que a capital amazonense irá receber. Contudo, a reforma do Vivaldão, que inclui a demolição do estádio e obras do entorno, além de melhorias do sistema viário, está orçada em cerca de R$ 500 milhões. A capacidade da arena será ampliada em aproximadamente oito mil lugares. Com a reforma prevista, o local terá espaço para até 60 mil torcedores.

De acordo com o projeto apresentado pelo governo do Amazonas à Federação Internacional de Futebol (Fifa), o novo Vivaldão terá  um teto retrátil nos moldes dos estádios europeus. A cobertura, entretanto, vai simular um grande cesto de palha e as escamas de répteis. O objetivo é associar o local com a região e lembrar a fauna amazônica. O estádio Vivaldão faz parte do setor esportivo de Manaus, que inclui a Vila Olímpica, o Ginásio Poliesportivo Amadeu Teixeira e o Centro de Convenções de Manaus.

veja também