Costa Rica: Oceanos Atlântico e Pacífico banham este paraíso latino-americano

Costa Rica: Oceanos Atlântico e Pacífico banham este paraíso latino-americano

Atualizado: Quarta-feira, 20 Maio de 2009 as 12

Banhada ao norte pelo Oceano Atlântico e, ao sul, pelo Oceano Pacífico, a Costa Rica é conhecida mundialmente pela beleza de suas riquezas naturais. Durante muito tempo, o país teve como principal fator de desenvolvimento econômico a exportação do café. Atualmente, o turismo é uma das principais fontes de renda da população local.   

Da área total do país, 27% são regiões preservadas e protegidas em Parques Nacionais, Refúgios Nacionais, Reservas Biológicas e Reservas Privadas. O país apresenta riquíssimas fauna e flora, com mais de um milhão de espécies, centenas de cachoeiras, fascinantes vulcões e belíssimas praias, que se dividem entre a Costa do Pacífico e o Mar do Caribe. Estes locais são palco de desova de tartarugas, além de abrigarem mais de mil espécies marinhas. A diversidade geográfica faz da Costa Rica uma região bastante procurada para a prática de esportes de aventura, como o rafting.

Os atrativos históricos se concentram na capital San José, que atrai visitantes do mundo todo, devido às belas paisagens, museus, galerias e sua agitada vida noturna. As atrações de San José estão a uma curta distância do centro, podendo ser visitadas a pé. A capital costa-riquenha é considerada a cidade mais próspera e desenvolvida da América Central. Em Cartago, nas proximidades de San José, a Basílica de Nuestra Señora de Los Angeles, construída em homenagem à padroeira da Costa Rica, é um dos principais atrativos da região.

Principais Atrações

Bungee jump: pode ser praticado em "The Old Bridge over Colorado" (ponte velha sobre o Rio Colorado), a cerca de trinta minutos de San José. A altura da ponte é de aproximadamente 40 metros.

Canopy: a atividade consiste em realizar uma tirolesa pelas copas das árvores, com altura variada. Em algumas regiões, o canopy é oferecido conjugado com rapel. Há diversas opções de canopy por todo o país: em Manuel Antonio, Jacó, Rincón de la Vieja e no Lodge Pacuare. Já em Monte Verde, além do canopy, a região também oferece diferentes atividades, como o Selvatura e o Sky Trek, que conjuga o canopy, o rapel e caminhadas em pontes suspensas entre as árvores. Na região do vulcão Arenal, existe uma base do Sky Trek e Sky Train - imperdível!

Mergulho: a Costa Rica oferece ótimas opções para mergulho. As águas claras, os recifes de coral, a diversidade de peixes e as ilhas favorecem o mergulho livre, principalmente na costa caribenha. Os principais pontos de mergulho autônomo estão localizados no Pacífico norte. Outra boa opção é a Ilha El Coco, localizada no Pacífico, distante da costa. A viagem de barco dura dois dias.

Passeios de bicicleta: uma ótima opção é a prática de mountain bike, devido à grande variação de terrenos locais. Existem passeios de 1 dia, próximos a San José, nos Parques Nacionais Irazú, Guayabo, Tapanti e Poás, e passeios mais longos na região do Vulcão Arenal e na Osa Península.

Parque Nacional Braulio Carrillo: localizado sobre a Cordilheira Vulcânica Central, entre os maciços dos vulcões Poás e Irazú, possui 45.900 hectares, dentro dos quais estão os vulcões Barva e Cacho Negro. Apresenta paisagem constituída por altas montanhas cobertas de bosques, muitos rios e cachoeiras. O Parque possui cerca de 6.000 espécies de plantas, fauna bastante diversificada, com mais de 500 espécies de aves, mamíferos - como o puma e o coiote, répteis e anfíbios.

Parque Nacional Manuel Antonio: localizado na costa do Pacífico, na província de Puntarenas, é uma ilha biológica dentro de uma área submetida a atividades agrícolas e ao desenvolvimento turístico. Apresenta e protege importantes espécies vegetais e animais, algumas ameaçadas de extinção, como o macaco tití, uma espécie endêmica da região. O Parque oferece diversas opções de aventura como canopy, caminhadas, canyoning, rafting, passeios de caiaque, passeios a cavalo e mergulho livre.

Parque Nacional Vulcão Irazú: localizado na Cordilheira Vulcânica Central, próximo à cidade de Cartago, o vulcão Irazú possui 3.432 metros, ainda é ativo e está localizado em uma área de grande importância hidrográfica, onde nascem os rios que alimentam as bacias Chirripó, Reventazón, Sarapiquí e Grande de Tárcoles. É o único local da Cordilheira Vulcânica Central que apresenta vegetação típica das regiões andinas, contendo também bosques pluviais. Devido à altitude, a diversidade de animais é relativamente baixa, sendo encontrados o porco-espinho, o coiote e algumas espécies de aves.

Parque Nacional Vulcão Arenal: está localizado na região norte do país, na Cordilheira Vulcânica de Guanacaste, onde nascem importantes rios, como o Chiquito, Peñas Blancas e Frio, que abastecem a Represa Arenal, principal fonte de produção hidroelétrica do país. A flora está representada por diversos bosques, e a fauna por aves, veados, serpentes e jaguares, entre outros. É um dos vulcões mais famosos do país, com cerca de 2 milhões de anos e 1.633 metros de altura. Sua última grande erupção foi em 1968, quando dois vilarejos foram destruídos. Desde então, o vulcão produz pequenas explosões com lava e cinzas. Na região, é possível praticar diversas atividades: Original Canopy, Sky Trek, Sky Train, passeios de barco, bicicleta, caminhadas, cavalgadas, entre outras.

Parque Nacional Vulcão Poás: localizado sobre a Cordilheira Vulcânica Central, próximo à cidade de Alajuela, abrange 5.600 hectares. O Vulcão Poás possui 2.708 metros, suas últimas erupções ocorrearan entre 1952 e 1954 e é um dos mais espetaculares do país. O Parque possui flora variada, com bosques úmidos, árvores de grande porte e vegetação mais escassa nas regiões atingidas por antigas erupções. A fauna local apresenta grande quantidade de aves, com mais de 79 espécies.

Parque Nacional Tortuguero: principal área de desova da tartaruga marinha da espécie verde, localiza-se na Costa do Caribe, na província de Limón. Sua paisagem é composta por um sistema natural de lagoas e canais navegáveis de grande beleza, habitado por tartarugas terrestres, crocodilos, uma grande variedade de crustáceos e de peixes de água doce. A anta, o jaguar, o morcego, o pavão e vários tipos de macacos também são encontrados no parque. Na flora, predominam os bosques tropicais, representados por cedros e palmeiras, principalmente.

Reserva Biológica Monteverde: é uma reserva particular, localizada na divisão de águas continentais no noroeste do país. Possui uma grande biodiversidade, com 400 espécies de aves, 120 espécies de anfíbios e répteis, 490 de mariposas, 100 de mamíferos e 2.500 espécies de plantas. Uma das espécies endêmicas é o sapo dourado, surdo e mudo. A reserva pode ser conhecida através de caminhadas acompanhadas por guias especializados e é um dos melhores locais para a prática de esportes de aventura, como o canopy, o sky trek, sky walk ou selvatura. Outras atrações: El Jardín de la Mariposas, Serpentario, La fábrica de Queso de los Quaqueros, La Galería de Colibrís, entre outros.

Rafting: a Costa Rica é um dos países mais procurados para a prática do esporte, pois os rios do país oferecem um cenário fantástico de natureza preservada. O rafting no Rio Pacuare é considerado um dos melhores e a descida pode ser realizada em 1 dia ou 2 dias, com pernoite em lodge de selva. O percurso atravessa cânions e florestas intocadas, onde é possível observar animais como macacos, iguanas, jaguares e pássaros tropicais. Suas corredeiras são de classes 3 e 4. Outro rio bastante procurado para a prática do esporte é o Reventazón, que oferece descidas de 1 dia e também atravessa florestas preservadas, no Parque Nacional Bráulio Carrillo, tendo o vulcão Turrialba como cenário de fundo. Suas corredeiras são de classe 3. O rafting no Rio Sarapiquí é de classe 2 e 3, com opção de 1 dia. Em Manuel Antônio, há opções nos Rios Savegre e Naranjo (classe 3), também de 1 dia.

Surf: uma das atividades mais procuradas, já que a região possui muitas praias na costa do Oceano Atlântico e Oceano Pacífico. No Pacífico Norte, as praias mais indicadas são Naranjo, Negra e Portrero Grande. No Pacífico Central: Boca Barranca, Escondida e Hermosa. No Pacífico Sul: Pavones, Matapalo e Drake’s Bay. Na costa Caribenha, Cocles, Manzanillo e Black Beach.

Termas do Tabacón: possui inúmeras piscinas e cascatas com águas termais que variam de 25 a 40º C e estão localizadas nas proximidades do Parque Nacional Vulcão Arenal, a 12 km da cidade de Fortuna. O local é uma ótima opção para quem quer descansar das trilhas e cavalgadas pela região. Existe uma base do Original Canopy ao lado das Termas; uma tirolesa fecha o circuito, que finaliza na piscina natural de águas termais.

Vale lembrar

Bagagem: são permitidas 2 malas com 32kg cada por passageiro, além da sacola de mão. Lembre-se de identificá-las e fechá-las com cadeados. Nos vôos internos, em monomotor ou bimotor, só são permitidos 12 Kg por passageiro.

Embaixada: contato da embaixada da Costa Rica no Brasil: (61) 328-2219 / 2485

Ligações para o Brasil: para realizar chamadas a cobrar, utilize o código da Costa Rica: 0800 551055 (ICE), depois escolha o idioma no qual deseja ser atendido e por último escolha uma das opções de ligação:

1- Ligações automáticas;

2- Ligações com cartão telefônico;

3- Ligações com auxílio de operador.

Documentação: para brasileiros, é necessário apresentar o passaporte com validade mínima de 6 meses. Não são aceitas para embarque: carteira de identidade, nacional de habilitação, carteiras emitidas por entidades de classe (CREA, OAB, CRM) etc. Deixe sempre o seu passaporte guardado no cofre do hotel e ande com sua carteira de identidade original. Providenciar xerox do passaporte.

Vacina: é obrigatório a apresentação do Comprovante Internacional de Vacina contra Febre Amarela. Lembrando que ela deve ser tomada, no mínimo, 10 dias antes da viagem.

Importante: Desde o dia 1º de junho de 2008, as vacinas NÃO são mais aplicadas nos postos da Anvisa em Aeroportos e Portos do Estado de São Paulo. Nestes locais serão realizadas somente trancrições de certificados nacionais para internacionais. Para mais informações e esclarecimento de dúvidas,dirija-se ao posto de saúde mais próximo ou consulte o Ambulatório de Medicina do Viajante: 55 (11) 5084-5005, na Avenida Borges Lagoa,770. É importante ligar para agendar uma visita.

Em São Paulo,o passageiro pode dirigir-se aos postos localizados nas Rodoviárias do Tietê (aberto diariamente, das 8h às 22h) e Barra Funda (aberto diariamente, das 8h às 20h).

Visto: para brasileiros não é necessário visto para entrar na Costa Rica.

Alfandêga brasileira: no desembarque no Brasil, são permitidos objetos de uso pessoal, roupas e brinquedos e U$500 em eletrônicos, mais U$500 de Free Shop.

Fuso horário: o horário é 3 horas atrasado em relação ao de Brasília.

Idioma: o idioma oficial é o espanhol.

Moeda e câmbio : é o colón. 1 dólar equivale aproximadamente a 480 colóns. O câmbio do dólar pode ser feito nos principais hotéis e em casas de câmbio. Diversos lugares aceitam pagamento em dólares. Cartões de Crédito são aceitos em diversos estabelecimentos.

Gastronomia: em San José, uma boa opção de restaurante é o Ambrosia. Existem vários hotéis que possuem ótima culinária: o Alta e o Marriott em San José; o Villa Caletas e Capitan Suisso, em Jacó; o Si Como No, em Quepos; o Casa Turire, em Turrialba, entre outros. Você poderá apreciar pratos típicos e variados frutos-do-mar e peixes, com preços bastante acessíveis.

Guias locais: os guias possuem boa formação e falam espanhol e inglês. Para as atividades de aventura, como o canopy e o rafting, existe grande preocupação em relação à segurança.

Canopy: por todo o país, existem 23 bases de canopy, a atividade de aventura típica da Costa Rica: tirolesa entre copas de árvores, desde os mais tranquilos, com poucas plataformas e extensões aproximadas de 50 metros, até os mais radicais, que chegam a ter mais de 15 plataformas e 800 metros de extensão. Uma boa opção para aqueles que gostam de experimentar novas aventuras é o Chilete Tree, localizado em Jacó, com 16 plataformas. Além das gigantescas árvores em mata secundária, há um belo visual de todo o litoral. Existe em Rincón de la Vieja e na região de Quepos, alguns radicais com 800 metros de extensão.

Rafting: na Costa Rica, existem diversos rios para a prática de rafting. Um dos mais belos é o Rio Pacuare, pois possui corredeiras nível 3 e 4 com um visual de floresta e várias cachoeiras, além de uma fauna diversificada: tucanos, iguanas, macacos, entre outros animais. O Rio Reventazón possui corredeiras nível 2, 3, 4 e 5 e o Rio Sarapiqui e Naranjo possui corredeiras nível 2 e 3. Todas as opções podem ser acertadas diretamente com a operadora local ou, se preferir, poderá reservar com antecedência no Brasil. Lembrando que as saídas dependem de número mínimo de pessoas e só estarão confirmadas um dia antes da saída.

Aluguel de carros: a melhor maneira de conhecer bem todo o país é de carro. Devido às condições precárias das estradas, é interessante alugar veículos 4x4. Para o aluguel de carro, é necessário ter mais de 21 anos e cartão de crédito internacional com limite disponível de U$1.500. A carteira de motorista brasileira é válida na Costa Rica. Para o motorista adicional é cobrada pequena taxa. O seguro do carro é pago localmente, com média de U$17 a diária. Lembre-se que o seguro total não tem validade na maioria das estradas secundárias. A velocidade média é de 60km/h na maioria das estradas. Na estrada Panamericana, esse limite sobe para 80 Km/h.

Mais informações: Tenha sempre uma lista com o endereço dos hotéis e mapa rodoviário. Informe-se, constantemente, sobre as condições das estradas.

veja também