Curta dez passeios por Estocolmo, a capital dos prêmios Nobel

Curta dez passeios por Estocolmo, a capital dos prêmios Nobel

Atualizado: Sexta-feira, 22 Outubro de 2010 as 3:21

Suécia não é, certamente, o primeiro destino que vem à cabeça na hora de planejar uma viagem. Mas o país como um todo, e muito especialmente a sua capital, Estocolmo, tem atrativos suficientes para que você o coloque na lista dos lugares que um dia devem ser visitados.

Terra do Nobel e dos vikings, o país cultiva tradições antigas e preserva sua realeza, mas combina isso com uma visão arrojada e moderna em muitos aspectos - o design e a música, por exemplo. Assim, em Estocolmo você pode passar a tarde num bairro medieval, conhecer o Vasa, o navio viking milagrosamente preservado, e à noite dançar ao som de alguns dos melhores DJs da Europa. Ou jantar no mesmo local e com o mesmo cardápio dos ganhadores do Nobel.

Confira a lista de dez incríveis atividades, renove o passaporte e prepare as malas.

1) Visite a cidade medieval

Gamla Stan, o núcleo histórico de Estocolmo tem mais de 750 anos e é o berço da cidade. O local é habitado desde o ano 1252 e desde então, os habitantes passaram de pescar e pilhar a ter tavernas e restaurantes na área. Faça um passeio histórico através de suas sinuosas ruelas medievais, pequenas praças e o seu Palácio Real. A parte turística pode ficar bem lotada, mas é só fugir das multidões saindo das ruas principais desviando pelas ruelas laterais.

2) Coma como um vencedor de Prêmio Nobel

O Salão Azul da prefeitura de Estocolmo é palco do banquete de entrega do Prêmio Nobel ano após ano. Para aqueles que não forem convidados à cerimônia, ainda resta a opção de jantar no restaurante-adega, que oferece o menu servido aos convidados do ano anterior. Uma visita guiada ao edifício permite ver um órgão com mais de 10.000 tubos. O Salão Dourado abriga cenas da história da Suécia em 18 milhões de mosaicos folheados a ouro, e a Câmara do Conselho está desenhado de maneira a imitar o telhado de uma casa viking. Finalmente, o Nobelmuseet, o Museu do Prêmio Nobel exibe com orgulho os seus laureados e as suas realizações.

3) Beba um coquetel em um lugar único

O bar Gondolen é bastante turístico, mas vale o passeio. No topo do Elevador Jatarina, o local é ideal para beber alguma coisa com vista panorâmica sobre a ilha/parque de Djurgården e sobre a baía de Riddarfjården.

4) Viva a música local

Se você pensa que ABBA é a melhor imagem da música sueca, está muito enganado. A famosa banda, aliás, ficou mais famosa mundo afora do que no país nórdico. A cena musical de Estocolmo está mais viva do que nunca. O Debaser, por exemplo, é um bar com bandas tocando rock ao vivo cinco dias por semana e DJs tocando música eletrônica nos finais de semana. O centro cultural Södra Teatern recebe shows de folk e pop, e no vizinho Mosebacke Establissement você pode apreciar uma mistura eclética de jazz, pop, rock, salsa e reggae.

5) Faça um piquenique em terras reais

Pegue algumas especialidades e prepare um piquenique para ir almoçar no oásis de Djurgården. A ilha fica a uma curta caminhada do centro de Estocolmo, e tem vários pontos para fazer piqueniques. Pertence à monarquia sueca desde que o Rei Kal Knutsson a comprou em 1452. Hoje, a realeza continua a administrar parte da ilha, usando todo o dinheiro arrecadado para a preservação do local.

6) Descubra os barcos do vikings

A herança mais valiosa de Estocolmo é o seu navio de guerra Vasa, construído há mais de 380 anos e que mede 69 metros. O navio afundou apenas 20 minutos depois do começo de sua viagem inaugural, em 1628. Retirado das águas em 1961, o Vasa foi instalado em um museu feito a medida, o Vasamuseet, no ano 2000.

7) Descubra a nova faceta de Björn Borg

Se você for um fã de tênis, não pode ir embora de Estocolmo sem uma lembrança do maior jogador sueco da história. Se você pensou em roupas ou acessórios de tênis, se enganou. O ex-jogador tem a sua própria linha de roupa interior e meias, além de alguns modelos de sapatos moderninhos e camisetas. Você pode achar duas lojas Borg no centro da cidade: uma na rua Götgatan e a outra na rua Sergelgatan, bem próximas uma da outra.

8) Aproveite o lado artístico da cidade

Para ver obras de arte contemporânea e apreciar tesouros históricos, recomendamos dois museus bem diferentes de Estocolmo. O Moderna Museet, que introduziu a arte de Andy Warhol ao público sueco. Hoje, habitantes de Estocolmo e turistas do mundo inteiro visitam o museu para ver sua coleção de arte do século 20, que inclui obras de Picasso, Dali e Pollock. A uma curta caminhada, encontra-se o Museu Nacional, onde desenhos e objetos da Idade média dividem espaço com obras de Rembrandt, Degas, e coleções importantes de arte sueca e holandesa.

9) Visite as ilhas

Acessível pegando um ferry-boat, o Arquipélago de Estocolmo é um destino muito prezado pelos suecos durante o verão. Cobrindo 140 km de norte a sul, apenas 150 de suas ilhas são habitadas, mas muitos moradores de Estocolmo têm casas de verão por lá. As paisagens variam, mas são todas muito belas nas diferentes partes do arquipélago. Durante os meses do verão europeu, o arquipélago é mais ensolarado do que a parte continental. Levar um agasalho sempre é uma boa ideia.

10) Visite a Suécia inteira sem sair de Estocolmo

Criado em 1891, o museu ao ar livre de Skansen é uma das principais atrações da capital sueca. Ali, você poderá ver mais de 150 casas e fazendas trazidas de todas as regiões do país e reconstruídas no local, além de um mini-zoológico e shows durante o verão.

veja também