Curta o verão europeu de navio

Curta o verão europeu de navio

Atualizado: Quarta-feira, 20 Julho de 2011 as 10:46

Está aberta a temporada para curtir o verão europeu em diferentes países a bordo de navios que esbanjam conforto e tranquilidade

Com a economia estável e o real valorizado, é cada vez maior o número de brasileiros que vão para o exterior a turismo. O mesmo público também tem feito mais viagens de navio, segundo aponta uma pesquisa recente encomendada pela Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Abremar).

As espreguiçadeiras do último andar do navio

Esses aspectos associados podem dar origem a uma viagem diferente nas férias do meio do ano: um cruzeiro marítimo pelo verão europeu. Uma escolha que permite conhecer algumas cidades do velho continente e ainda aproveitar as atrações oferecidas a bordo.

- Confira opções e preços de cruzeiros pela Europa

A temporada ainda está no início e há roteiros para todos os gostos. Entre as opções tradicionais estão aquelas com paradas em cidades da Espanha, França e Itália, que duram em média sete dias e custam a partir de US$ 879 (por pessoa, em cabine interna dupla com cama de casal e banheiro).

Divulgação

Cruzeiros de sete dias têm preços a partir de US$ 879

Para aqueles que desejam destinos não convencionais, existem os cruzeiros que contemplam países como Croácia, Turquia e Romênia, e podem chegar a 12 dias com preços a partir de US$ 1.359 (por pessoa, em cabine interna dupla com cama de casal e banheiro). As saídas dos cruzeiros acontecem na Europa e os valores não incluem as passagens aéreas de ida e volta.

O iG Turismo fez uma viagem de cinco noites pelo Mar Mediterrâneo, saindo de Savona, na Itália, e com paradas em Marselha, na França, Valência, na Espanha, e Lisboa, em Portugal, a bordo do navio Costa Pacífica e conta para você como é aproveitar a temporada de sol na Europa em alto-mar.

Viagem tranquila

Se você procura paz e sossego para voltar renovado das férias, um cruzeiro pela Europa é uma ótima pedida. Não viaje em busca de som alto, festas até altas horas e piscinas lotadas. Como a média de idade do público por lá costuma ser alta, as viagens são marcadas pelo clima tranquilo.

O público da terceira idade é maioria nos cruzeiros europeus

Os lugares mais disputados pelos europeus são as espreguiçadeiras ao sol, localizadas no último andar do navio. Lá, eles passam horas se bronzeando e jogando conversa fora. Local preferido por oito entre dez brasileiros quando fazem cruzeiros, as piscinas ficam boa parte do tempo com poucas pessoas. A probabilidade de você encontrar uma vazia a sua espera não é remota. O mesmo vale para as banheiras de hidromassagem.

As programações nos navios contam com atividades variadas, como aulas de vôlei, ginástica e alongamento, entre outras. No Costa Pacífica, um navio dedicado à música, as aulas de dança também são frequentes e para estilos diversos, que vão desde o chá chá chá ao merengue.

No Costa Pacífica, as aulas de dança são frequentes

Os europeus, no entanto, ao contrário dos brasileiros, não são muito adeptos às aulas em grupo, optando por se exercitar individualmente. Com isso, as atividades programadas não costumam ficar muito cheias, o que acaba se tornando uma boa pedida. Além de ter mais espaço para você pôr em prática os novos conhecimentos, o número reduzido de alunos faz com que os professores dêem mais atenção aos presentes.

Não pense, entretanto, que os frequentadores dos cruzeiros realizados na Europa são antissociais. Jogos de perguntas e respostas sobre temas variados, bingos e disputas no karaokê estão entre as atividades que ficam mais cheias e fazem sucesso no velho continente. No Costa Pacífica, os espetáculos realizados no majestoso teatro a bordo, como apresentações musicais, circenses e humorísticas, também tiveram bom público.

Aproveite bem o dia

À noite, os bares que funcionam até mais tarde encerram o atendimento à 1h30. A verdade é que pouco depois da meia-noite o movimento já começa a diminuir. Na boate, a situação é semelhante. Ela abre às 22h e, por volta das 2h, as atividades estão sendo finalizadas. No Brasil, o período entre meia-noite e 1h é aquele em que começa a esquentar a noite, que vai terminar por volta das 5h.

A boate do navio abre às 22h e fecha às 2h

O fato de a noite terminar relativamente cedo em relação ao nosso padrão está longe de ser um problema. Ao não dormir tão tarde você levanta disposto para as paradas nas cidades, que costumam acontecer no início do dia, por volta das 8h. As visitas contam com excursões guiadas, cujos valores (que variam de US$ 40 a US$ 60, por pessoa) são pagos no próprio navio.

Como os guias geralmente não falam português, aqueles que preferirem podem optar pelos ônibus shuttle do próprio cruzeiro (custo de US$ 6 por pessoa ida e volta) que saem do porto e levam até um ponto turístico da cidade. Nesse mesmo local, embarca-se para o retorno ao navio.

Teatro é uma das atrações disponíveis do cruzeiro

Sem a presença de um guia, é indicado que você faça uma pesquisa prévia das atrações turísticas da cidade que irá visitar. As paradas não costumam ser muito longas (em média quatro horas) e, por isso, é bom desembarcar sabendo o que deseja conhecer.

Assim como os guias turísticos, são poucos os tripulantes do navio que falam português. Mas os turistas que não dominam uma língua estrangeira não precisam se preocupar. Ainda que poucos, os brasileiros ficam espalhados por diversos setores, incluindo restaurantes, para melhor nos atender. Os tripulantes que não são brasileiros também arriscam algumas palavras na língua de Camões. Nem que seja somente um & Marselha é um dos pontos de parada do cruzeiro pelo Mediterrâneo

Graças ao espírito festivo e animado que possuímos, somos muito bem recebidos nas temporadas europeias de cruzeiros. Os demais passageiros ficam felizes quando marcamos presença na boate ou participamos das atividades programadas, deixando-as mais animadas.

A equipe de animadores também costuma agradecer nossa participação. Portanto, não se espante se o DJ colocar uma música de Jorge Benjor, Ivete Sangalo ou até mesmo o &      

veja também